Podcast Mile High Brasil Show

Mile High Brasil Show – S2019E05

Na abertura da temporada regular o Denver Broncos voou até Oakland para enfrentar os Raiders. Em um jogo surpeendentemente complicado infelizmente não obteve sucesso e sofreu sua primeira derrota. Para analisar os detalhes dessa partida, nessa semana temos a participação de Ana Luiza Figueiredo, que se junta a Deivis e Everton para também dar suas opiniões e, claro, além da projeção e rápida análise há o clássico Field Goal de 64 jardas com o placar do jogo contra nosso próximo adverário, os Bears, dessa vez em Mile High. Então, vamos ao Show!

RP – Semana 1 – @ Raiders

Saudações torcedores e torcedoras do laranja e azul de Denver! A ansiedade era grande para ver os Broncos em campo novamente, mas não foi a estreia que gostaríamos. Os Broncos saíram derrotados pelo placar de 24 a 16, na partida que, assim esperamos, foi a última dos Broncos em Oakland. Vamos às reações sobre a derrota para o Oakland Raiders.

Pontos negativos

Vamos começar falando de coisa ruim. Afinal esse jogo foi bem ruim de assistir.

  • Defesa totalmente perdida em campo. Infelizmente ainda lembra muito a do ano passado.
  • Bryce Callahan: que saudades do que ainda não vivemos. Na ausência do corner, que está se recuperando de uma lesão no pé, Isaac Yiadom foi totalmente explorado pelo jogo aéreo dos Raiders.
  • Ron Leary foi um grande problema para a linha ofensiva. Claramente está fora de ritmo, já que ontem foram seus primeiros snaps na NFL desde que rompeu o Aquiles na última temporada. Leary cometeu dois holdings e uma saída falsa.
  • O lado direito da linha foi totalmente problemático. Por dentro, tivemos o desempenho sofrível de Leary, por fora, nossa contratação da offseason, Ja’Wuan James, saiu de campo após apenas 10 snaps com uma lesão no joelho. Wilkinson entrou em campo em seu lugar e cedeu o que seria um strip sack, que Leary recuperou.
  • Esse strip sack nos tirou de alcance de field goal no início do segundo período. O que poderia ser nossos primeiros pontos da partida, virou um punt.
  • Noah Fant cometeu múltiplas faltas, inclusive um holding que nos tirou de zona de field goal no 2 minute drill antes do intervalo.
  • Mesmo fora do alcance de McManus, com apenas 5 segundos no relógio ele foi para o chute, no que seria um field goal de 64 jardas. Isso só está nos pontos negativos porque o chute não entrou, mas foi uma bela patad, com direção. Se fosse de 63 jardas, estaria lá dentro.
  • DaeSean Hamilton teve o drop da partida. Numa terceira descida longa, Flacco mandou um laser para a endzone, mas Hamilton tentou receber com o corpo, a bola passou entre suas mãos e foi para a chão. Nesse ponto, já dava para ver que não era nosso dia.
  • A defesa como um todo não conseguiu ser eficiente. Assim como no ano passado, Derek Carr parece um Hall of Famer jogando contra nós, tendo estatísticas quase perfeitas baseadas em passes curtos. Ele teve stats de 22 passes completos em 26 tentados para 259 jardas, 1 TD e 0 INT.
  • O pass rush foi 100% ineficiente.
  • A DL não conseguiu dominar a OL adversária, tanto no pass rush em situações de passe quanto (não) parando a corrida. Josh Jacobs correu com a bola 23 vezes para 85 jardas e 2 TDs.
  • Tyrell Williams pareceu um ótimo WR1 contra nossa defesa, tendo 6 recepções para 105 jardas e 1 TD. Boa parte dessas recepções foi com Yiadom na marcação.
  • Os Raiders mataram o jogo em um retorno de kickoff de 72 jardas logo após os Broncos cortarem a diferença no placar para 12 pontos.
  • No final, sabendo que os Raiders iriam correr para queimar relógio, permitimos que eles corressem mesmo assim. Se a linha defensiva não melhorar sua eficiência parando a corrida, será uma longa temporada.
  • Tim Patrick sofreu uma fratura na mão esquerda e está fora entre 6 e 8 semanas. O time ainda não decidiu o que fazer em seu caso, já que há 3 jogadores no IR com a expectativa de um possível de retorno e apenas duas designações para retorno no meio da temporada.
  • Ja’Wuan James, nosso jogador de linha ofensiva mais bem pago e aquisição da offseason, caiu com dores no joelho após apenas 10 snaps na partida de ontem. O time teme que a lesão seja grave, mas nada mais concreto foi divulgado até o momento.

Pontos positivos

Apesar da derrota, surpreendentemente eu consegui ver alguns vários pontos positivos do time. Principalmente no ataque.

  • Joe Flacco jogou bem próximo do que eu esperava dele. Como a expectativa era de uma defesa dominante, pensávamos que atuações sólidas de Flacco seriam o suficiente. Ele também não foi lá muito ajudado pela linha ofensiva e por DaeSean Hamilton, que dropou o que seria um passe para TD.
  • Courtland Sutton foi uma grata surpresa da partida. No primeiro tempo, Sanders ficou totalmente apagado e foi Sutton que se detacou, recebendo diversos passes em profundidade no meio do campo e dando vida ao ataque dos Broncos. Recebedores costumam saltar de produção do primeiro para o segundo ano na liga. Se Sutton der esse salto, podemos esperar boas coisas do ataque.
  • Por mais que Sanders não tenha brilhado como poderíamos esperar, foi bom vê-lo com recepções importantes no segundo tempo, como o passe para 53 jardas e o único TD dos Broncos no jogo.
  • O lado esquerdo da linha ofensiva teve seus momentos e o rookie Dalton Risner se mostrou como o melhor OL dos Broncos em campo ontem, principalmente bloqueando para a corrida. Bolles não comprometeu e McGovern foi sólido, não tendo visto problemas com snaps baixos como ele vinha sofrendo.
  • Noah Fant teve uma boa recepção em um passe longo de Flacco.
  • Lindsay não foi tão bem, mas ainda teve algumas boas corridas quebrando tackles. Freeman foi destaque no jogo corrido, tendo médias de 5,9 jardas por carregada.
  • Kareem Jackson foi, a meu ver, o principal destaque positivo da defesa. Ele teve uma sequência de passes desviados que forçou o punt dos Raiders num momento decisivo da partida.
  • Adam Gotsis e Mike Purcell tiveram um jogo sólido defendendo a corrida.

Pontos aleatórios

  • O gramado do estádio dos Raiders é uma desgraça para a NFL. É bom o fato de que eles irão se mudar para um novo estádio ano que vem em Las Vegas, porque em pleno 2019, times de NFL terem que jogar em estádio de baseball é totalmente inadmissível. O risco de lesões é alto, tanto para os Raiders quanto para seus adversários.
  • Nosso novo retornador, Diontae Spencer, não teve nenhuma oportunidade de retornar chutes. Os Raiders em geral fizeram chutes profundos na endzone, não possibilitando o retorno e no único punt que poderia ter sido uma boa oportunidade de retorno, o chute saiu curto demais e Spencer deixou a bola sair pela lateral.
  • Um dos defensores dos Raiders, Gareon Conley, sofreu um hit num clássico caso de fogo amigo, com o safety rookie Jonathan Abram atingindo seu capacete e comprimindo o pescoço. A cena de retirada de Conley de campo foi forte, ele foi totalmente imobilizado e houve medo de uma lesão no pescoço, mas Conley tranquilizou todos em suas redes sociais.
  • Os Broncos enfrentam o Chicago Bears, no domingo no recém-nomeado Empower Field at Mile High, pela semana 2 da NFL.

E vocês, torcedores e torcedoras? Qual pontos positivos e negativos destacariam?

Cartas na Mesa - Oakland at Denver Week 1 2019

Cartas na Mesa: Semana 1 – vs Oakland

Olá, amigo leitor e torcedor do Denver Broncos. Hoje, começa a jornada do novo Denver Broncos na temporada 2019/2020 da NFL, contra o Oakland Raiders, e começa também nossa nova seção no site. No Cartas na Mesa, traremos toda semana três destaques para se observar em cada jogo, ilustrados por cartas do baralho. Caso tenham sugestões de novas cartas, não hesitem em mandar.

Continue lendo…