De Olho nos Texans

Saudações Broncos Country! Após a dolorosa derrota em nossa estreia para Seattle no Lumen Field, o Broncos volta para Denver na segunda semana da temporada regular, onde receberá o Houston Texans.


Broncos x Texans – Temporada regular 2022

ADVERSÁRIO: HOUSTON TEXANS

DATA DA PARTIDA: 18/09/2022

HORÁRIO: 17h25 (horário de Brasília)

LOCAL: Empower Field at Mile High, Denver, CO

Destaques do Houston Texans: Jogo aéreo e cornerbacks

O quarterback Davis Mills, de Houston, foi uma surpresa positiva durante sua temporada de calouro e teve uma boa atuação na partida de estreia na semana passada contra Indianapolis.

Mesmo com problemas na linha ofensiva e sem muitos destaques no corpo de recebedores, o QB teve uma partida com 240 jardas – média de 6,5 jardas – e marcou 2 touchdowns, terminando o jogo com quase 100 de rating.

Brandin Cooks foi o principal alvo de Mills. O wide receiver terminou a partida com 7 recepções em 12 tentativas, 82 jardas totais e nenhum touchdown. Cooks provavelmente não terá a mesma produção neste domingo pois será marcado por Patrick Surtain II, que teve uma ótima atuação contra DK Metcalf na primeira semana, limitando o wide receiver a apenas 36 jardas.

O segundo jogador que mais produziu recebendo passes no Houston Texans foi o tight end O.J. Howard, que mesmo com apenas duas recepções em 2 tentativas, teve 38 jardas e anotou 2 touchdowns. Inclusive, pode ser um grande ponto a ser explorado por Houston, pois sofremos muito com os tight ends contra o Seattle Seahawks.

No lado defensivo da bola, o Houston Texans destacou-se em permitir apenas 3 pontos do Indianapolis Colts até o último quarto. Os cornerbacks brilharam na partida, sendo que o veterano Desmond King teve bons lances mas, o grande destaque fica pelo cornerback calouro Derek Stingley Jr., que teve uma grande atuação – especialmente na endzone.

Como superar os Texans? Correr com a bola, pressionar Davis Mills e não cometer tantas faltas

O jogo corrido foi a maior arma que Indianapolis usou contra os Texans. Jonathan Taylor teve 161 jardas, com média de 5,2 por carregada e ainda marcou um touchdown.

Ter uma boa atuação no ataque terrestre pode ser um grande ponto a nosso favor. Não temos Jonathan Taylor, mas temos Javonte Williams e Melvin Gordon que, sem contar os fumbles que sofreram, foram bem contra Seattle – em especial Williams, que mesmo com menos carregadas que Gordon, produziu muito mais.

Na nossa estreia, Javonte Williams teve 7 carregadas para 43 jardas (média de 6,1) e, recebendo passes, foi o terceiro jogador com maior produção, atrás apenas de Jeudy e Sutton, com 11 recepções em 12, anotando 65 jardas e média de 5,9.

A linha ofensiva do Houston Texans não teve um bom jogo, permitindo 3 sacks e 5 quarterback hits. O grupo de pass rushers do Broncos é melhor que o de Indianapolis e tem tudo para conseguir dominar a OL adversária. Na semana passada, mesmo começando mal, Bradley Chubb terminou a partida com 2 sacks, 2 quarterback hits e 6 tackles e tem tudo para causar problemas para os Texans.

O último ponto é em relação as nossas faltas. Por mais que os Seahawks tenham ido bem, acabamos perdendo a partida para nós mesmos, pois o time cedeu 106 jardas(!) na estreia só em penalidades, e essa situação não pode se repetir. Não há como ser competitivo na NFL sendo um time tão faltoso.

Acredito que ganharemos a partida se cortarmos as faltas e ajustarmos os principais problemas da primeira semana. E temos tudo para ganhar com uma boa margem.

Palpite: Vitória do Denver Broncos

Placar: 38 x 14

E não se esqueçam de seguir o Mile High Brasil no Twitter, no Instagram, se inscrever em nossos canais no YouTube e na Twitch, além de apoiar nosso trabalho pelo Apoia.se.

#GoBroncos