Conhecendo Quinn Meinerz

Saudações torcedores e torcedoras do laranja e azul de Denver! Continuando a nossa série “Conhecendo”, agora é a vez do jogador de linha ofensiva escolhido na terceira rodada, Quinn Meinerz. Vamos conhecê-lo!

Primeiros anos

Quinn Meinerz nasceu no estado de Wisconsin no dia 15 de novembro de 1998 e frequentou a Hatford Union High School, onde foi membro dos times de atletismo, wrestling e futebol americano.

Ele recebeu menção honrosa All-State, tanto como linha ofensiva, quando defensiva. Mas Meinerz não recebeu ofertas de universidades da primeira divisão do college e apenas uma da segunda divisão, para ir pra Minnesota jogar pelos St. Cloude State Huskies.

Mas ele decidiu ficar em Wisconsin e jogar pela Universidade Wisconsin-Whitewater, time da terceira divisão do college (ele recebeu mais uma oferta da terceira divisão, também de uma universidade de Wisconsin).

Quinn Meinerz no College

Quinn Meinerz, C, UWW - NFL Draft Player Profile
Foto: Pro Football Network

Quinn Meinerz jogou em duas partidas no ano de freshman e virou titular no segundo ano em Wisconsin-Whitewater. Logo no primeiro ano como titular, ele foi nomeado First Team All-Wisconsin Intercollegiate Athletic Conference (WIAC), após ajudar os Warhawks a liderar a conferência em pontos por jogo (39,2), jardas corridas por jogo (240,5) e jardas totais por jogo (435,8).

No terceiro ano jogando pelos Warhawks, Quinn Meinerz foi novamente First Team All-WIAC e também First Team Division III All-American, pela Associated Press. Ele novamente ajudou o time a liderar a conferência em jardas por jogo (195,7) e também primeiras descidas (310), com uma média de 30,1 pontos por partida e 376 jardas totais por jogo, numa linha ofensiva que permitiu apenas 21 sacks na temporada. Ele foi capitão do time por dois anos.

A temporada de 2020 da terceira divisão da NCAA foi cancelada por causa da pandemia, finalizando a carreira de Meinerz no College Football.

Processo Pré-Draft

2021 NFL Draft: Scouting Wisconsin-Whitewater OL Quinn Meinerz - Mile High  Report
Foto: Mile High Report

Até 2020, Meinerz era considerado como uma possível escolha de 7ª rodada pelos especialistas, ou mesmo agente livre não-draftado, mas teve uma subida meteórica nos boards no último ano, apesar de não ter tido uma temporada para mostrar seu talento.

Ele passou 2020 treinando numa propriedade da família em Ontário, no Canadá. Vídeos dos workouts dele no meio da selva se tornaram virais e chamaram a atenção de fãs do esporte.

Meinerz foi o único jogador da Division III a receber um convite para participar do Senior Bowl, e isso mudou o status dele como prospecto da água pro vinho.

Apesar de ser um jogo, a parte do evento que mais importa e chama a atenção dos times são os treinamentos, que são comandados por staffs da NFL e acompanhados por scouts dos 32 times.

E Meinerz fez o máximo das próprias oportunidades. Pra começar, ele chegou dominando jogadores de linha defensiva de universidades da Primeira Divisão, inclusive alguns escolhidos antes dele no Draft.

Esse desempenho no Senior Bowl fez ele se tornar um dos jogadores mais intrigantes do Draft, e ele elevou ainda mais o próprio potencial depois de mostrar que tem resistência e toughness pra jogar na NFL, continuando a treinar mesmo depois de sofrer uma fratura num osso da mão durante os treinos do Senior Bowl.

E o desempenho no Pro-Day elevou ainda mais o potencial do Quinn Meinerz, quando ele mostrou um atleticismo de elite pra posição, ficando no top 10 entre todos os jogadores no Draft inteiro na métrica de Relative Athletic Score (RAS), sendo o segundo center mais bem colocado nessa métrica.

Quinn Meinerz nos Broncos

O Denver Broncos escolheu Quinn Meinerz na escolha 98 do Draft de 2021, depois de descer duas vezes na terceira rodada.

Apesar de ser uma das histórias mais legais do Draft desse ano, ele é muito mais do que apenas isso, uma história, e traz profundidade e competição no miolo da linha de Denver, e um potencial incrível.

A tendência é que ele comece os próprios treinamentos na posição de center, mas Meinerz deve treinar pra ser um combo C/G pra Denver e potencialmente competir com Lloyd Cushenberry pra vaga de center titular, ou disputar com Netane Muti a posição de guard e desafiar a vaga de Graham Glasgow no time em 2022, onde os Broncos tem uma possível saída do contrato do veterano.

Quinn Meinerz parece uma peça de desenvolvimento que pode se tornar um jogador muito acima do que se imaginava dele, ainda mais nas mãos de Mike Munchak, e pode ajudar a trazer um aspecto mais nasty pro miolo da linha de Denver.


E vocês, torcedores e torcedoras? O que acharam da escolha de Quinn Meinerz?