De Olho No Los Angeles Chargers

Saudações nação azul e laranja! Após uma humilhação sofrida na partida contra o Buffalo Bills em pleno Mile High, nosso time vai para Los Angeles enfrentar seu rival de divisão Los Angeles Chargers. A partida será neste domingo, dia 27 de dezembro de 2020, às 18h05.

Será mais uma oportunidade para alguns jogadores – principalmente Drew Lock – de provarem seus valores para John Elway e para toda a torcida dos Broncos. Apesar de já estarmos eliminados, ainda é questionado e uma performance boa nas duas últimas partidas é fator essencial para que permaneça com chances de ser o quarterback titular em 2021.

Broncos x Chargers – Semana 16 da Temporada 2020

ADVERSÁRIO – LOS ANGELES CHARGERS

DATA DA PARTIDA: 27/12/2020

LOCAL: SoFi STADIUM – LOS ANGELES

Destaques dos Chargers: Joey Bosa e conexão Justin Herbert e corpo de recebedores.

Os Chargers possuem um pass rush muito bom com grande destaque para Joey Bosa, uma ameaça constante aos quarterbacks adversários. É um dos melhores defensive-ends da NFL e tem até aqui na temporada 7,5 sacks, 27 quarterback hits e 15 tackles for loss. Na partida contra os Broncos em Denver, jogou poucos snaps e saiu no começo do jogo após sentir lesão, o que foi um ponto positivo no jogo.

Portanto, é essencial que nossa linha ofensiva proteja bem o quarterback de forma a evitar que Bosa e companhia consigam chegar nele. Segurar (no bom sentido) é uma das chaves da vitória.

O ponto principal de destaque dos Chargers se chama Justin Herbert. Calouro da Universidade de Oregon que não sentiu a pressão, o quarterback vem jogando muito bem e, mesmo com várias derrotas na temporada (muitas por incapacidade do próprio head coach dos Chargers), tem sido bastante eficiente e com ótimos números: já são 3781 jardas e 27 touchdowns em 13 partidas. Possui um passe ótimo e qualidade para lançar a bola para seus companheiros com extrema precisão, o que faz com que o time quase sempre tenha chance de competir em uma partida. A simbiose que existe entre Herbert e seu corpo de recebedores é algo a se ressaltar, com destaque para a dupla Keenan Allen e Mike Willians. Allen tem na temporada 992 jardas aéreas e 8 touchdowns e Willians 594 jardas aéreas e 4 touchdowns. Com Justin Herbert cada vez mais alinhado e entrosado com seu ataque, a dupla Allen e Willians será um perigo constante ao longo do jogo, ainda mais com problemas já sabidos dos cornerbacks titulares e a secundária combalida. Precisaremos que Kareem Jackson e Justin Simmons efetivamente venham para o jogo pra comandar a secundária contra os jogadores experientes de Los Angeles, pois se apresentarem o nível de exibição que tiveram contra os Bills, teremos enormes problemas.

Como bater os Chargers: Jogo corrido, bom plano de jogo ofensivo e Lock proteger a bola.

Os Chargers vêm demonstrando ao longo da temporada dificuldade em marcar o jogo corrido adversário, cedendo uma média de 123,8 jardas terrestres por jogo. Portanto, é uma deficiência a ser explorada pelos Broncos.

Apesar de não termos jogado bem contra os Bills, um dos poucos destaques que poderíamos dar é para o running back Melvin Gordon, que conseguiu fazer boas corridas, quebrar tackles e conquistar as jardas necessárias para first downs em várias campanhas, anotando inclusive dois touchdowns. Phillip Lindsay vinha abaixo do nível nos últimos jogos e nesta sexta foi declarado fora da partida. Portanto, uma das chaves da vitória é utilizar bem o jogo corrido com Gordon para ganhar território e assim mover as correntes para conseguir colocar pontos no placar.

Dois pontos importantes e de bastante questionamento da torcida são o plano ofensivo de Pat Shurmur e a conexão Drew Lock e nossos wide receivers e tight-ends. O OC melhorou as chamadas ofensivas desde a partida contra os Dolphins em Denver mas, na semana passada após a falha de Drew Lock, largou o que estava funcionando no primeiro tempo e dali em diante o time se perdeu por completo. Portanto, um bom plano de jogo ofensivo que se sustente e seja mantido ao longo da partida é crucial para a vitória. É necessário ainda que envolva mais outros atletas no jogo dado a versatilidade deste ataque e não fique preso somente em um atleta, como foi o caso da última partida, onde Fant teve 8 recepções e Jeudy e Hamler tiveram apenas 1 recepção cada. Isso não pode e nem deve ocorrer. A diversidade é o que torna esse ataque tão perigoso, pois há vários atletas com diferentes qualidades e características.

É claro que, para o plano de jogo ofensivo funcionar, é preciso que uma das principais peças do ataque trabalhe bem, ou seja, Lock deve ser eficiente e cuidar da bola. O QB tem um grave problema que é a falta de consistência e dificuldade em cuidar da bola. Mais uma vez isso aconteceu, com o fumble sofrido após um sack que resultou em touchdown dos Bills. Já possui 13 interceptações e 8 fumbles na atual temporada. Portanto, ou cuida melhor da bola ou teremos dificuldades em ganhar a partida contra os Chargers.

É muito importante que Drew Lock e todo o ataque apareçam para o jogo. A mudança de rotas de Jeudy, a velocidade de Hamler e a presença física de Fant e Patrick são armas que o QB deve usar para punir a secundária dos Chargers, além de fazer boas leituras e aprimorar o escaneamento do campo para fazer os passes certos e conectar nossos recebedores, possibilitando assim que nosso time chegue à vitória. Há muita pressão em cima do segundanista, que é bastante questionado por inúmeros torcedores (dentre eles, o que vos escreve), então possui mais uma chance de se mostrar como “o cara”, como ele mesmo disse acreditar em entrevista durante a semana. Será que é mesmo? Se for, é bom começar a mostrar nesta partida!

Acredito que será um jogo complicado para os Broncos, principalmente pela situação da secundária. Devido à diferença de qualidade e precisão dos dois quarterbacks, acredito que os Chargers têm maiores chances de vencerem a partida!

Let’s go BRONCOS!

Palpite para a partida: Vitória dos Chargers

Placar: 24 x 17