Pós-Jogo – Semana 10: at Las Vegas Raiders

Saudações nação laranja e azul! No que foi talvez a pior partida do Denver Broncos na temporada, o time foi derrotado em Nevada pelo Las Vegas Raiders, deixando nosso recorde em 3-6 e colocando em xeque o destino do time para o restante da temporada. Vamos conversar sobre o jogo?

Sim, hoje o texto é como se fosse uma conversa. De torcedora para torcedor. Acompanhei o jogo e o que vi me deixou completamente decepcionada e nervosa. Por isso, o pós-jogo será um pouco diferente…

Quando você começa a assistir o jogo do Broncos, qual é a seu primeiro pensamento? O meu é desconfiança. Por tudo que o Broncos apresentou até então, não teve uma única partida em que o time transbordasse confiança.

As vitórias que tivemos (contra Jets, Patriots e Chargers) não nos trouxeram segurança pelo simples fato de que quase perdemos as três. E uma boa parcela desta desconfiança vem do squad ofensivo.

A proteção ao QB é pífia, o C Cushenberry tem muita instabilidade nos jogos, há a questão do plano de jogo que simplesmente não envolve Lindsay (só 4 carregadas para 2 jardas é algo absurdo), mas envolve Gordon que não consegue evoluir em muitas jogadas, a OL muitas vezes não consegue abrir brechas para corridas, perdemos Sutton por conta de lesão antes da temporada começar, planos de jogo equivocados (já tem uns jogos que venho falando que Shurmur tem umas chamadas que a vontade é de bater a cabeça na parede), enfim.

É uma bola de neve que só cresce.

E Lock é um dos focos principais das críticas ao time. Parece que, por conta da lesão no ombro (ficou fora por 3 semanas), o QB me passa a impressão de que não está 100% saudável.

É não é de agora, pois Lock de fato continuou contra o Raiders sentindo o oblíquo/abdômen. São semanas com partidas aquém, e outras que os números podem enganar.

No jogo contra o Raiders foi uma junção de muitos pontos negativos: foram 23 passes completados de 47 para 257 jardas, 1 TD e 4 INTs. Jogadas irresponsáveis, sem leituras de campo, afobação – problemas que já foram enumerados várias e várias vezes em nossos textos semanais … Uma partida patética, para dizer o mínimo.

Mas não se enganem, porque temos algumas peças que estão evoluindo em meio ao caos. Jeudy e Hamler são nomes para se destacar sempre que possível.

A defesa vem em uma ascendente impressionante.

Se dependesse do squad defensivo ganharíamos todos os jogos. Mesmo sem a presença de Von Miller, Mike Purcell, Jurrell Casey e Shelby Harris estamos resistindo a todos os jogos. Há falhas? Claro que sim.

Na partida contra o Raiders não produzimos pressão em Carr, não conseguimos nenhum sack e tivemos apenas 1 tackle para perda de jardas e 1 passe desviado, o que pode ser creditado ao sistema de proteção ao Carr.

Mas a garra dos jogadores somada ao retorno de AJ Bouye e Bryce Callahan (que teve uma partida espetacular) fizeram com que o Broncos ficasse vivo por boa parte do jogo. E é claro que estão fulos com toda a situação pois quando fazem boas jogadas normalmente vem o ataque e joga tudo para o alto.

Já o “time de especialistas” (peguei a referência de Gustavo Macedo que você pode conferir aqui) é uma completa bizarrice e não é de hoje. Retornos sem sentido e o bate cabeça dos jogadores (literalmente – Davontae Harris foi para o protocolo de concussão após trombar com Diontae Spencer) são questões graves de um setor sem treinamento.

O que me faz questionar até quando teremos que aguentar Tom McMahon no Broncos? Porque as únicas coisas que funcionam no “ST” são Sam Martin e Brandon McManus.

Foi uma derrota bem vergonhosa. Não houve nenhum tipo de ação ou reação para resgatar o momentum para o time. O que me faz questionar o futuro da temporada.

Nesta toada, ainda passaremos muita raiva com as questões que rondam o fracasso retumbante do ataque e do “ST”. E temos um dos calendários mais complicados até o fim da temporada. A pretensão agora não é mais de ida aos playoffs, vamos ser sinceros. Mas sim de arrumar a casa, organizar os planos de jogos e esperar que possamos ser um oponente difícil de ser derrotado.

E vocês, torcedores? Quais são os seus desabafos? Deixem nos comentários.

Aproveitem e sigam o Mile High Brasil no Twitter, no Instagram e apoiem nosso trabalho pelo Apoia.se.

Go Broncos!