Broncos at Falcons cartas na mesa

Cartas Na Mesa: Semana 9 – at Falcons

Olá, amigue que torce para o Denver Broncos. Tivemos uma vitória extremamente improvável contra o Los Angeles Chargers (que foi extremamente provável para eles, porque né, é do Chargers que estamos falando), e agora encaramos o outro time famoso por entregar vitórias fáceis e transformá-las em derrotas. Vamos pôr as cartas na mesa para saber como falconizar o Atlanta Falcons, pela semana 9 da temporada 2020 da NFL.

Cartas na Mesa contra o Atlanta Falcons

Ás de EspadasO Ás de Espadas

O Ás de Espadas é a peça fundamental, que pode desequilibrar a partida a nosso favor.

No caso da partida contra o Atlanta Falcons, o Ás de Espadas é… Phillip Lindsay.

Sim, vou manter Phillip Lindsay aqui por ser nossa peça mais forte. Seu TD de 55 jardas deu a faísca necessária para a reação do Broncos. Em apenas 6 corridas, correu 83 jardas. Mesmo tirando a corrida gigantesca, teve uma média de 5,6 jardas por carregada anterior, muito melhor do que as 3,3 jardas de Gordon.

Por que continua tendo menos toques na bola que o Gordon é além de mim. Nossa comissão técnica precisa ignorar o fato de que Gordon foi contratado com pompa e circunstância, engolir que nosso melhor RB é Phillip Lindsay e alimentá-lo para que possa brilhar.

Phillip Lindsay é o Ás de Espadas da partida contra o Falcons porque é o motor do nosso ataque. Se não for colocado pra jogo, não tem jogo pra gente.

CuringaO Curinga

O Curinga é aquela peça que ninguém sabe o que esperar. Seu desempenho pode nos garantir a vitória ou nos enterrar na derrota.

No caso da partida contra o Atlanta Falcons, o Curinga é… Drew Lock.

Não é preguiça, vou manter Lock aqui porque nossas chances de Falconizar os Falcons são melhores quando joga como jogou no quarto período contra o Chargers. Nos primeiros três quartos da partida contra o Chargers, teve 55,2% de passes completos pra um TD e 1 interceptação, com rating de 58.8. Já no último período, acertou 14 dos 18 passes que tentou, pra 155 jardas, 2 TDs e nenhuma interceptação, o que dá um rating de 139,58.

Lock tem essas performances de yin e yang faz tempo. Foi assim contra o Patriots também, mas em vez de ganhar o jogo para nós, quase perdeu. Precisamos que Lock jogue um jogo inteiro da mesma forma, não que tenha essas performances inconstantes.

Drew Lock é o Curinga da partida contra o Falcons porque precisamos que jogue os quatro quartos do jeito que demonstrou que consegue jogar.

Valete de CopasO Valete de Copas

O Valete de Copas é aquela peça que tem tanto amor no coração que é quase suicida. Suas atitudes em campo são amadas pelos adversários e causam na torcida a vontade de machadá-lo.

No caso da partida contra o Atlanta Falcons, o Valete de Copas é… Melvin Gordon.

Vou mantê-lo aqui até que resolva fazer algo decente. Sério. Tá cansando já ver Melvin Gordon com tanta ausência de agressividade. Correu 8 vezes, conseguindo apenas 3,3 jardas por carregada. Foi alvo de 7 passes, recebeu 6, com uma média de 3.5 jardas por recepção. Eu disse que ele perdeu uma blitz também?

Se não é eficiente no jogo terrestre, não é eficiente no jogo aéreo, falha na proteção do QB e ainda nos faz prender a respiração toda vez que alguém chega perto dele com medo de largar a carne pois é o jogador mais gentil com o adversário. Não foi pra isso que pagamos tanto pra ele.

Melvin Gordon é o Valete de Copas da partida contra o Falcons porque não anda fazendo nada direito e mais atrapalha que ajuda.

Dama de CopasA Dama de Copas

A Dama de Copas é a peça que corta as cabeças dos adversários. Motivo de preocupação e atenção especial, pode destruir o jogo a nosso favor.

No caso da partida contra o Atlanta Falcons, a Dama de Copas é… Bradley Chubb.

Sim, podia ter mantido Reed aqui também, já que conseguiu um sack. Mas Chubb atrapalhou os planos de Herbert o jogo inteiro. Apesar de ter conseguido apenas mais dois QB hits, ocupou sempre dois ou três jogadores da OL adversária, dando espaço para os outros jogadores trabalharem. Também forçou Herbert pra fora do pocket em uma das interceptações.

Sem Von Miller, Chubb precisava assumir o papel de protagonista no nosso Pass Rush, e vem conseguindo.

Bradley Chubb é a Dama de Copas da partida contra o Falcons porque a OL está permitindo uma média de 2,1 sacks por partida e vamos precisar de cada um deles pra vencer.

Essas foram as Cartas na Mesa para a partida contra o Atlanta Falcons pela semana 9 da NFL 2020. E para vocês, quem merece cada carta?


Informações da partida:

Semana 9: Denver Broncos (3-4) @ Atlanta Falcons (2-6)
Data: 08/11/2020 – domingo
Horário: 15h – horário de Brasília
Local: Mercedes-Benz Stadium – Atlanta, Georgia.
Transmissão: NFL Game Pass
Odds do jogo: Falcons favorito por 4 pontos
Histórico da série: O Denver Broncos lidera a série por 9 a 6, tendo perdido as duas últimas. Nossa última vitória contra o Falcons foi em 2008.

#GoBroncos