Cartas Na Mesa: Semana 11 – vs Dolphins

Saudações torcedores do Denver Broncos. Depois de somar mais uma derrota (com um jogo pífio e patético do ataque e do “ST”) para o Las Vegas Raiders, jogamos em casa contra um dos times mais surpreendentes e badalados da Conferência Americana. Vamos pôr as cartas na mesa para saber como podemos ganhar do Miami Dolphins pela semana 11 da temporada 2020 da NFL.

Cartas na Mesa contra o Miami Dolphins

Ás de EspadasO Ás de Espadas

O Ás de Espadas é a peça fundamental, que pode desequilibrar a partida a nosso favor.

No caso da partida contra o Miami Dolphins, o Ás de Espadas é… A dupla principal de running backs.

Não dá para entender por qual motivo Phillip Lindsay foi utilizado APENAS quatro vezes no jogo contra o Raiders. Já provou ser um belíssimo running back, com potencial para ser o principal jogador no setor, mas simplesmente não é colocado pra jogo. E já que o jogo corrido é um ponto fraco do Dolphins, podemos utilizar as habilidades de Lindsay combinadas com algumas chamadas de explosão de Melvin Gordon, que serão importantes para ganhar território.

Mais uma vez o desejo é de que o OC Pat Shurmur adeque o ataque as condições de jogo contra o Dolphins. Até aqui, o time de Miami cedeu um total de 1153 jardas e 11 touchdowns para o jogo corrido. Portanto, se a OL abrir o espaço necessário para as corridas e houver bloqueios eficientes, Lindsay e Gordon podem progredir e ter um bom jogo.

A dupla principal de running backs é o Ás de Espadas da partida contra o Dolphins por serem as peças necessárias que nosso ataque precisa para agredir a defesa e marcarmos pontos.

CuringaO Curinga

O Curinga é aquela peça que ninguém sabe o que esperar. Seu desempenho pode nos garantir a vitória ou nos enterrar na derrota.

No caso da partida contra o Miami Dolphins, o Curinga é… Drew Lock.

Acho que Lock poderia ficar fixado nessa seção até o fim da temporada. No Cartas da semana passada, esperávamos uma certa consistência de forma positiva, mas no final das contas a performance contra o Raiders foi uma das piores que já vimos.

Esta semana, que teve dificuldades para treinar (e não participou das atividades na quarta) por conta de problemas na área das costelas, se cogitou que não haveria tempo hábil de recuperação. Mas, de acordo com Fangio, Lock se restabeleceu e jogará contra o Dolphins sem restrições.

Vamos ver até que ponto Lock se recuperou das pancadas que levou semana passada e como será a sua performance contra o Dolphins. Spoiler: a equipe do MHBr espera que seja melhor do que domingo passado.

Drew Lock é o Curinga da partida contra o Dolphins porque do jeito que as coisas andam, podemos esperar uma performance 8 ou 80 e isso não é bom para alguém que almeja o posto de titular como quarterback.

Valete de CopasO Valete de Copas

O Valete de Copas é aquela peça que tem tanto amor no coração que é quase suicida. Suas atitudes em campo são amadas pelos adversários e causam na torcida a vontade de machadá-lo.

No caso da partida contra o Miami Dolphins, o Valete de Copas é… Pat Shurmur.

Não é surpresa que esta seção seja de Shurmur e, por consequência, do ataque do Broncos. Ultimamente este setor está nos dando muita dor de cabeça e faz com que muitos torcedores abandonem a partida pela metade por não terem esperanças de melhora.

São partidas apáticas, com planos de jogo pavorosos que não aproveitam as fraquezas dos adversários… E a ineficiência acaba por desgastar a melhor parte de nosso time: a defesa.

Portanto, esperamos que o nosso OC traga todas as cartas pra mesa para que não tenhamos que assistir outra tragédia de jogo do ataque.

Pat Shurmur é o Valete de Copas da partida contra o Dolphins porque será vital que eleve o setor até onde puder, com um plano de jogo coordenado para explorar as fraquezas, porque se não fizer isso tomaremos um baile de Tua Tagovailoa e companhia.

Dama de CopasA Dama de Copas

A Dama de Copas é a peça que corta as cabeças dos adversários. Motivo de preocupação e atenção especial, pode destruir o jogo a nosso favor.

No caso da partida contra o Miami Dolphins, a Dama de Copas são… Os cornerbacks.

Um dos pontos positivos de nossa defesa são os CBs. Contra o Raiders, a volta de Bryce Callahan ao time foi essencial para termos equilíbrio na defesa de passes profundos. AJ Bouye também teve sua volta e realizou uma partida razoável, o que apenas confirmou que estes 2 jogadores fizeram bastante falta em nossa secundária.

Com a saída de Davontae Harris (pontuada como positiva, pois não teve boas atuações pelo Broncos), Ojemudia, Bausby e Bassey poderão ter mais espaço no time e assim constituir a secundária com consistência contra o passe no jogo contra o Dolphins, pois Tua tem uma conexão em evolução com seus recebedores que precisa ser parada caso o Broncos queira sair do Mile High com a vitória.

Os cornerbacks são as Damas de Copas da partida contra o Dolphins porque uma das chances que temos para parar o ataque e dar uma chance de vitória passa, mais uma vez, de concentrar forças na secundária.

Essas foram as Cartas na Mesa para a partida contra o Miami Dolphins pela semana 11 da NFL 2020. E para vocês, quem merece cada carta?


Informações da partida:

Semana 11: Miami Dolphins (6-3) @ Denver Broncos (3-6)
Data: 22/11/2020 – Domingo
Horário: 18h05h – horário de Brasília
Local: Empower Field at Mile High – Denver, Colorado
Transmissão: Fox Sports e NFL Game Pass
Odds do jogo: Dolphins favorito por 3.5 pontos
Histórico da série: O Miami Dolphins lidera a série por 12 a 6 e 1 empate. Nos últimos 20 anos foram realizados 5 jogos, em que o Dolphins ganhou 3 e o Broncos 2, sendo que o time de Miami ganhou a última partida realizada em 03 de Dezembro de 2017 por 35 a 9.

#GoBroncos