Pós-Jogo – Semana 4: at New York Jets

Saudações nação laranja e azul! Com toda a felicidade que cabe em minha pessoa lhes digo: TEMOS A PRIMEIRA VITÓRIA NA TEMPORADA! Ganhamos dentro da casa do Jets por 37 a 28, ficando com o recorde de 1-3 e recuperando um pouco da esperança depois de uma partida catastrófica contra o Buccaneers. Vamos pontuar o que teve de bom e ruim neste jogo? Vamos lá.

Pontos Positivos:

  • Brett Rypien teve uma partida com números de um QB estreante como starter na NFL: 19 passes tentados de 31 para 242 jardas (7.8 jardas de média), 2 touchdowns e 3 interceptações;
  • Nossa linha ofensiva protegeu Rypien o suficiente para ter conforto no pocket. O resultado? Nenhum sack e apenas 5 QB Hits, o que já é uma boa evolução;
  • Efetividade de 50% em third downs;
  • Que brilhante partida de Melvin Gordon! 23 carregadas para 107 jardas e 2 touchdowns. Rypien priorizou várias de suas jogadas para Gordon, fazendo com que fosse seu principal alvo. Gordon, inclusive, foi quem selou a vitória do Broncos com um TD no final da partida:
  • E que tal o bloqueio do Rypien nessa jogada? Impecável;
  • Tim Patrick teve uma noite muito inspirada, com 6 recepções para 113 jardas e 1 touchdown;
  • Jerry Jeudy recebeu apenas 2 bolas, mas com 61 jardas e com seu primeiro TD como profissional na NFL merece destaque positivo;
  • A defesa pressionou bastante Sam Darnold e a linha ofensiva do Jets não conseguiu protegê-lo com eficiência: foram 6 sacks, 8.5 tackles for loss, 6 passes desviados e 10 QB Hits;
  • 100% de eficiência em barrar o Jets na Red Zone e em forçar turnover on downs;
  • Não cedemos fumbles;
  • Bradley Chubb, você apareceu! Com 5 tackles, sendo 3 deles solo, 2.5 sacks, 2 tackles for loss e 5 QB Hits foi um dos destaques de nossa defesa, incluindo o sack que acabou com as esperanças de continuidade do drive do Jets no quarto período:
  • E falando de destaque, que tal a partida de Josey Jewell? 10 tackles sendo 8 solo, 2 sacks, 2.5 tackles for loss, 1 passe desviado e 2 QB Hits;
  • De’Vante Bausby foi decisivo. Entrou muito bem na partida, desviando 3 passes e pressionando erros dos jogadores do Jets. Merece mais espaço na equipe;
  • Bryce Callahan desviou um passe de Darnold em um momento muito importante da partida;
  • Ojemudia demonstrou nesta partida o porque de ter sido draftado. Boa partida do rookie (e se questiona até agora o pass interference marcado contra ele);
  • Partida boa de nosso ST. Não permitiu retornos longos do Jets e o único punt de Martin foi para 49 jardas;
  • McManus mostrando porque o Broncos pagou 11 milhões para mantê-lo na equipe por mais 4 anos;
  • Diontae Spencer teve um bom retorno de punt de 41 jardas;

Pontos Negativos:

  • A falha grotesca de Alexander Johnson no que seria um sack em cima de Sam Darnold e os tackles perdidos na jogada, principalmente o de Justin Simmons. O que sucedeu essa falha foi a corrida de 46 jardas que resultou na abertura de placar do Jets:
  • Penalidades. Foram 8 flags totalizando 94 jardas. Pode ser um número pequeno… Mas 7 dessas flags cederam primeiras descidas automáticas para o Jets;
  • O jogo aéreo do Jets foi um problema quase o jogo todo, com Jamison Crowder (7 recepções para 104 jardas) e Jeff Smith (7 recepções para 81 jardas) sendo os principais alvos de Darnold;
  • Por mais que Rypien não tenha tido uma partida ruim no geral, as 3 interceptações poderiam ter sido facilmente evitadas. Principalmente quando 2 delas parecem clones uma da outra;
  • Já que estamos falando de suas interceptações, o que dizer dessa pick-six? Uma completa tragédia:
  • Rypien teve um intentional grounding tão tosco que olha, sinceramente, faltou muita distinção de onde estava (neste caso, ainda dentro do pocket);
  • Mais uma partida abaixo de Bassey (AJ Bouye, volta logo);
  • Enquanto o time de especialistas num todo foi bem no jogo… A falha de Joe Jones depõe muito contra ele;
  • A saída de KJ Hamler e Noah Fant da partida por lesão no tendão da coxa (hamstring) e no tornozelo (respectivamente). Felizmente, Adam Schefter postou que a lesão de Fant não é séria e que está bem.

Minha opinião sobre o jogo: Sim, estou bem animada com esta vitória. Sim, vi evolução em alguns aspectos de nosso jogo. Mas temos que lembrar que a partida foi contra o Jets, que por enquanto é uma das piores equipes da liga e é extremamente mal treinada por Adam Gase. O que podemos tirar desse jogo é que houve ajustes adequados ao jogo do Rypien, que o fizeram jogar em um nível razoável (tirando as 3 interceptações); As linhas ofensiva e defensiva tiveram suas falhas, é claro, porém houve muitos e muitos lances bons que serão pontuados ao longo dos textos que serão postados sobre o TNF. Agora, aos torcedores imediatistas: vocês ainda acham que o time seguirá para o tank? Este time é guerreiro, não se renderia a uma mentalidade negativa a ponto de pensar apenas no Draft 2021. Repensem em seus pensamentos, porque esse time ainda tem muito a mostrar.

E vocês, torcedores? Quais são os pontos positivos e negativos que queiram destacar? Deixem nos comentários.

Aproveitem e sigam o Mile High Brasil no Twitter, no Instagram e apoiem nosso trabalho pelo Apoia.se.

Go Broncos!