De Olho No New England Patriots

Saudações nação azul e laranja! Após uma apresentação com altos e baixos, vencemos os Jets e, após a bye week forçada por conta de casos positivos de COVID nos Patriots, estamos a caminho de Foxborough para finalmente enfrentá-los na nossa quinta partida da temporada que acontecerá no próximo domingo, 18 de outubro de 2020.

Abaixo trago alguns pontos positivos e negativos do nosso próximo adversário.

Broncos x Patriots – Semana 5 da Temporada 2020

ADVERSÁRIO – NEW ENGLAND PATRIOTS

DATA DA PARTIDA: 18/10/2020

LOCAL: GILLETTE STADIUM — FOXBOROUGH

Pontos Positivos: Jogo corrido e bons recebedores.

Os Patriots têm utilizado bastante o jogo terrestre na atual temporada, com grande destaque nas últimas partidas para Rex Burkhead. Sony Michel, um dos principais running backs da equipe, foi colocado na Injured Reserve e está fora da partida contra os Broncos, o que representa uma sensível baixa para a equipe da Nova Inglaterra.

Nas três partidas iniciais realizadas, além do corpo de running backs, os Patriots correram com a bola com seu quarterback Cam Newton, que têm como uma das principais características este tipo de jogada ao longo de sua carreira, conseguindo 4 touchdowns terrestres nas 3 partidas que jogou. Newton já se curou da COVID-19 e tem grande chance de jogar, aumentando ainda mais o poderio terrestre dos Patriots.

Na partida inicial, contra os Dolphins, a equipe correu para 217 jardas, na segunda partida contra os Seahawks, correu para 67 jardas, na terceira partida contra os Raiders, correu para 250 jardas e na última partida contra os Chiefs, correu para 185 jardas. Devido à lesão de Sony Michel, os running backs mais acionados da equipe passaram a ser Rex Burkhead e Damien Harris.

Acredito que, independente se Cam Newton joga ou não, o jogo corrido será o mais utilizado pelos Pats. Com Newton em campo, aumentam as possibilidades de corrida devido à sua qualidade e modo de jogo ao longo da carreira. Sem ele, é bem possível e provável que Josh McDaniels tente mover as correntes e ganhar território através de seus running backs, principalmente devido à péssima partida dos dois quarterbacks reservas (Hoyer e Stidham) contra os Chiefs.

Uma outra jogada que os Broncos devem marcar com bastante cuidado e atenção é a utilização dos running backs como recebedores. Os Patriots têm feito essa jogada em várias partidas se aproveitando da habilidade de seus running backs em receberem passes, conseguindo assim confundir as defesas adversárias.

Portanto, ter atenção com os running backs dos Patriots é essencial, tanto no jogo corrido quanto em jogadas em que são utilizados como recebedores. Isto é essencial para os Broncos evitarem que os Patriots ganhem território e, consequentemente, consigam pontuar.

Um outro ponto que deve ser bastante observado pelo nosso coordenador defensivo é o jogo aéreo da equipe dos Patriots. O principal alvo continua a ser o veterano Julian Edelman, que até aqui na temporada contribuiu com 294 jardas aéreas para a equipe. N’Keal Harry e Damiere Byrd são outros alvos que vêm sendo acionados, sendo que na partida contra os Chiefs N’Keal Harry marcou um touchdown e Byrd contribuiu com 80 jardas aéreas.

É necessário que nossa linha defensiva e nossa secundária tenham uma partida boa e em sintonia, pois assim será possível pressionar bastante o quarterback titular para deixá-lo desconfortável no pocket pra lançar e assim flertar com interceptações (já são 5 na temporada, sendo três na última partida). Combater o jogo aéreo para Edelman, N’Keal Harry, além dos running backs, que são muitas vezes utilizados como recebedores, é vital para conseguirmos a vitória.

Pontos Negativos: Dificuldade com o jogo corrido adversário e secundária cedendo muitas jardas aéreas.

Uma das maiores dificuldades dos Patriots é com o jogo corrido do adversário. Nas 4 partidas que fizeram até aqui, a equipe permitiu 461 jardas terrestres para seus adversários e 1 touchdown. Portanto, é algo a ser explorado pelos Broncos, ainda mais com o retorno de Phillip Lindsay, um dos melhores running backs da liga, pois o corpo de running backs das equipes que enfrentaram os Patriots anteriormente têm conseguido mover as correntes e ganhar bastante território.

Além de Lindsay, Melvin Gordon (se jogar, pois seu status é indefinido por doença – não relacionada ao COVID) e Royce Freeman devem ser bastante acionados por nosso QB nesta partida.

Os Patriots contam com o provável retorno de Stephon Gilmore, um dos melhores cornerbacks da liga. No entanto, na temporada, a equipe dos Patriots já cedeu 976 jardas aéreas para os adversários, o que acarretaram 9 touchdowns. Portanto, acionar Jerry Jeudy, Noah Fant (se ativado, pois está se recuperando de lesão), Tim Patrick e companhia é essencial.

Um outro ponto importante a ser destacado é a melhora da linha defensiva dos Broncos e de Bradley Chubb. Na última partida contra os Jets, conseguimos 6 sacks, sendo que Chubb contribuiu para 2,5 sacks e 2,5 tackles for loss. Chubb vêm crescendo nas últimas duas partidas e um bom pass rush contra os Patriots é essencial para conseguirmos causar turnovers.

Acredito que os Broncos vêm embalados com confiança e a melhora gradual da equipe, podendo buscar um resultado positivo na casa dos Patriots. O jogo terrestre será essencial para ambas as equipes mas, com a volta de Phillip Lindsay, os Broncos têm maiores chances de vitória.

Let’s go BRONCOS!

Palpite para a partida: Vitória dos Broncos

Placar: 20x 27