Conhecendo Lloyd Cushenberry III

Saudações nação laranja e azul! Habemus Center! Com a 83ª escolha o Denver Broncos selecionou Lloyd Cushenberry III, Center de LSU. A escolha foi considerada por grande parte dos analistas e torcida (me incluo nessa) como um verdadeiro steal por parte dos Broncos pelo fato de ser um dos melhores Centers do Draft e ainda estar disponível no board no momento da nossa seleção. Cushenberry chega com status de titular e como substituição para Connor McGovern, que saiu do time na Free Agency.

Início da Carreira

Foto de: Advocate staff photo by APRIL BUFFINGTON

Lloyd Cushenberry III tem 22 anos e nasceu em 22 de Novembro de 1997 na cidade de Carville, no estado de Lousiana. Estudou na escola Dutchtown High School, onde deu os primeiros passos no futebol americano, jogando como offensive tackle.

Um fato interessante e até mesmo curioso é que, sabendo que não tinha físico para jogar e competir em um alto nível como tackle no College, e que consequentemente jogaria na Universidade ou como Guard ou como Center, Cushenberry decidiu aprender por conta própria a fazer o snap, através de bastante repetição no quintal de casa, depois de assistir a vídeos do YouTube de um antigo técnico de linha ofensiva do Washington Redskins.

Calouro 3 estrelas em fevereiro de 2016, Cushenberry se comprometeu a jogar pela universidade de seu estado natal, os LSU Tigers, iniciando seus estudos e treinos em junho do mesmo ano.

Carreira na Universidade

Foto de Matthew Emmons-USA TODAY Sports.

Em seu primeiro ano de college, foi selecionado para o First-Year SEC Academic Honor Roll. No ano de 2017, participou de 11 jogos no total, entre special teams e jogos na linha ofensiva, estando presente em mais de 100 snaps na temporada. Já no ano seguinte, como sophomore, foi escolhido como o Center titular de LSU, participando de todos os 13 jogos dos Tigers, tendo jogado todos os snaps em 11 destes 13 jogos, incluindo todos os 96 snaps do jogo com 7 prorrogações contra Texas A&M e os 86 snaps jogados no Fiesta Bowl vencido contra UCF.

Já no ano de 2019, segundo ano de Cushenberry como Center titular, se tornou o primeiro jogador de linha ofensiva da história de LSU a ganhar a honra de receber como prêmio a prestigiada camisa 18. Essa honra é dada para jogadores que possuem características que a faculdade considera importantíssimas, como aqueles que superam adversidades (caso por exemplo do linebacker K’Lavon Chaisson, que perdeu o começo da temporada de 2018 por lesão e recebeu a camisa 18 em 2019). É também um prêmio para jogadores de liderança e que são vistos como um exemplo para outras pessoas por suas atitudes e pelo seu caráter. Devido às regras da NCAA, Cushenberry não conseguiu usar a camisa 18, já que um jogador de linha ofensiva não pode usar tal numeração, mas jogou durante toda a temporada com a sua camisa #79 e um patch que fazia referência à honra da camisa 18 concedida pela faculdade à ele.

O ano de 2019 foi o ano de junior de Cushenberry com os Tigers e foi figura importantíssima no time que encantou os Estados Unidos e se sagrou Campeão Nacional ao bater Clemson, sendo o pilar da linha ofensiva. Participou de todos os 15 jogos dos Tigers, fazendo o snap e contribuindo na proteção do vencedor do troféu Heisman e 1ª escolha geral do Draft 2020, Joe Burrow.

Em 2019, além de receber a honrosa camisa #18 dos Tigers, se tornou capitão permanente do time, ganhou o prêmio Joe Moore junto com seus companheiros, que é concedido à melhor linha ofensiva da temporada de futebol universitário. Foi nomeado para o First-Team All-SEC de 2019 e considerado MVP de LSU.

Após a temporada de 2019, Cushenberry decidiu não retornar para o seu ano de senior na faculdade e se declarar para o Draft 2020. No dia 26 de abril deste ano, se tornou oficialmente um Bronco.

Cushenberry nos Broncos

Foto do site oficial do Denver Broncos.

Cushenberry, como bem disse acima, tem características que fazem as expectativas serem altas, chegando com status de titular a Denver. Sua liderança aliada com seu ótimo raciocínio, mobilidade, velocidade e trabalho no pass blocking podem fazer com que se torne um dos melhores centers da NFL com o tempo, além de trazer um impacto imediato na nossa linha ofensiva.

Ainda precisa corrigir alguns fundamentos, mas será treinado por um dos melhores (senão o melhor) técnico de OL da NFL, Mike Munchak, que poderá desenvolvê-lo ainda mais.

Acredito que a escolha de Cushenberry foi um steal enorme de Elway, atendendo uma need que o time tinha após a saída de Connor McGovern na free agency. Jogador com extremo potencial, que pode trazer impacto imediato para nossa linha ofensiva.

E você, amigo leitor? O que achou da nossa escolha do center Lloyd Cushenberry III? Deixe seus comentários abaixo!

Olá nação laranja e azul! Este é meu primeiro post aqui no site! Meu nome é Thiago Portugal, tenho 32 anos e torço para o Denver Broncos desde 2011, quando comecei a acompanhar futebol americano.

Foi simplesmente amor à primeira vista e esse sentimento só aumenta cada vez mais! Let’s Go Broncos!