Conhecendo KJ Hamler

Saudações, torcedores dos Broncos! Não satisfeito com um WR na primeira rodada do Draft, os Broncos selecionaram outro jogador da posição na segunda rodada: KJ Hamler. Vamos conhecer a nova arma dada a Drew Lock.

Primeiros anos

Kahlee Jacoby Hamler nasceu em 8 de Julho de 1999, tem 20 anos e é de Pontiac em Michigan, EUA. Deu seus primeiros passos no futebol americano como WR na Saint Mary’s Preparatory School, em sua cidade natal, mas se transferiu para a IMG Academy, na Flórida, para jogar no seu último ano de High School. Infelizmente, rompeu o ligamento cruzado anterior do joelho antes de jogar qualquer jogo pela IMG, mas como sua velocidade e atleticismo já eram considerados acima da média foi listado como um recruta quatro estrelas para o College em 2017.

Carreira no College

KJ Hamler foi recrutado pela Penn State University em 2017, onde passou os 3 anos de sua carreira universitária. Hamler passou seu primeiro ano inteiro no futebol americano universitário como reserva, por conta da lesão grave que havia sofrido. Em 2018, teve sua primeira aparição nos campos com um belo cartão de visitas. Logo em sua primeira partida, retornou um kickoff para 52 jardas faltando menos de 2 minutos e, logo em seguida, recebeu o TD de 15 jardas que deu a vitória a seu time. Ainda naquele ano, receberia o prêmio Big Ten Freshman of the Week após anotar 4 recepções para 138 jardas, que incluem uma recepção de 93 jardas para TD.

Hamler traz velocidade e versatilidade ao corpo de WR dos Broncos. Fonte: Philadelphia Inquirer.

Dono de dinamismo e velocidade incríveis, KJ anotou números significativos por Penn State. Foram 98 recepções para 1658 jardas (média de 16,9 jardas por recepção), além de 13 TDs, que revelam o quão perigoso é toda vez que é acionado. Sua versatilidade também o fez ser usado algumas vezes no jogo corrido, como RB ou em jet sweeps, tendo anotado 87 jardas em 17 carregadas (média de 5,1 jardas por carregada) e 1 TD.

Sua ótima carreira em um programa de renome (de onde também veio DeSean Hamilton) o fez ser um prospecto Top 100 em todos os boards, começando o processo do Draft.

A jornada pré-Draft

Hamler disputava com Henry Ruggs III o título de jogador mais rápido da classe. Esperava-se que os dois brigassem por cada centésimo de segundo para ver quem corria o tiro de 40 jardas em menor tempo. Infelizmente, Hamler teve uma pequena lesão na panturrilha e não participou do Combine, além de não ter tido a oportunidade de participar do Pro Day de Penn State que foi cancelado por conta da Covid-19. Entretanto, em alguns testes anteriores, correu tiros de 40 jardas em 4,32 segundos, mostrando que é extremamente veloz.

Sem os testes físicos, o jeito foi recorrer ao seu tape no College. Como pontos positivos, Hamler tem bom processamento mental, entendendo bem as situações de jogo e se adaptando bem ao estilo do QB. Também consegue muita separação por conta de suas boas rotas e sua alta velocidade, embora perca um pouco disso contra CBs mais físicos que o marcam em press. Quebra tackles com certa facilidade em campo, onde é simplesmente o capiroto com a bola nas mãos. Por fim, é um jogador extremamente competitivo e concentrado. O vídeo abaixo mostra um pouco do que Hamler traz à mesa. Note na primeira jogada, o novo CB reach do Oakland Las Vegas Raiders comendo grama.

De negativo, sua estatura é o principal problema. Mede 1,75 metros e pesa 80 kg, abaixo do adequado para a posição, o que diminui bastante seu catch radius e o faz não vencer muitas bolas contestadas. Seu “bracinho de jacaré” faz necessário que o QB coloque a bola de forma bastante precisa em profundidade, sob a pena de Hamler não alcançar. Precisa melhorar o uso de mãos e corpo para receber a bola, de forma a limpar alguns drops desnecessários. Por fim, sua força de jogo às vezes é insuficiente, resultado de sua estatura.

Pesando prós e contras, Hamler tinha posição bastante variável nos boards gerais, indo de prospecto de fim de segunda rodada a fim de terceira. Eu, particularmente, o tinha como um alvo para os Broncos na escolha #77.

KJ Hamler nos Broncos

Hamler foi selecionado pelo Denver Broncos com a escolha geral #46 do Draft da NFL de 2020. Pode ter parecido um pouco cedo, mas há relatos de que estava fortemente ligado aos Steelers. Além disso, Hamler faz muito sentido nos Broncos, ainda mais com Jerry Jeudy (conheça ele aqui) e Courtland Sutton.

Hamler tem velocidade para esticar o campo e manter os S adversários no fundo do campo, liberando espaço para que nossos dois principais WR recebam a bola em rotas curtas e intermediárias. O inverso também é verdadeiro e muito comum no sistema de Pat Shurmur. Com a atenção da defesa voltada para Jeudy e Sutton, Hamler pode receber livre em rotas mais curtas, onde é uma máquina de jardas após a recepção e ameaça constante de home run, ou receber bolas longas em marcação mano a mano, sem sofrer com múltiplos marcadores e tendo a vantagem de sua velocidade. Uma boa espiada no que Shurmur pode fazer com Hamler é dar uma olhada em Darius Slayton, WR escolhido na quinta rodada do Draft do ano passado pelos Giants e que marcou 8 TDs como calouro nas mãos do nosso OC.

E não para por aí! Hamler é versátil o suficiente para ser usado no backfield, em jet sweeps, end arounds, screens, etc. Mas para atingir seu máximo potencial, terá que polir seu jogo para evitar os drops bobos que o acompanharam na carreira universitária, além de aprender a lidar com o jogo mais físico da NFL.

De qualquer forma, com Jeudy e Hamler os Broncos tem agora um grupo de WR bastante diverso e que permite bastante criatividade do OC. Podemos usar Sutton e Patrick nas pontas com Jeudy no slot, ou jogar Jeudy para a ponta e usar Hamler no slot, optar por um WR mais técnico e com rotas polidas no slot com Hamilton, usar sets de 4 WR… Enfim, o céu é o limite. Joguem Noah Fant na conversa e a coisa fica mais interessante ainda.

Esse é KJ Hamler, o novo WR do Denver Broncos. O que acharam desta contratação? Deixem seus comentários. Se vocês curtem nosso trabalho, contribuam com a gente através do Apoi.se (link aqui). Reestruturamos nossas faixas de contribuição e estamos preparando mudanças para a temporada 2020. Nos vemos em breve. Go Broncos!