Chiefs

Em Foco – Semana 12 – @Buffalo

Saudações, torcedor dos Broncos! O time do Colorado parece nem ter descido do avião para a partida e levou mais um sacode: 20-3 para os Bills. Vamos conferir os destaques de mais uma derrota de acordo com o Pro Football Focus (PFF).

Destaques positivos da derrota para os Bills

Von Miller, OLB

Miller foi o único destaque positivo de Denver apontado pelo PFF (confira aqui). Ele simplesmente doutrinou o RT calouro Cody Ford, exercendo muita pressão sobre Josh Allen. Terminou a partida com 3 tackles, sendo 2 solo e 2 para perda de jardas, além de anotar o único sack da equipe na partida. Boa partida, pena que em vão.

Destaque MHBr: Alexander Johnson e Todd Davis, ILB

É um tanto quanto complicado apontar destaques positivos após levar a surra que levamos, mas vou fazer uma menção honrosa a nossa dupla de ILB. Não comprometeram no jogo aéreo e distribuíram abraços de urso, minimizando a péssima partida da DL. Johnson anotou 15 tackles, sendo 10 solo e 1 para perda de jardas. Davis teve 13 tackles, sendo 9 solo e 1 para perda de jardas. De longe, essa é a unidade que mais melhorou em relação aos últimos anos e talvez seja o trabalho mais bem feito por Fangio e Donatell até o momento.

Alexander Johnson fez mais uma boa partida. Fonte: The Buffalo News

Destaques negativos da derrota para os Bills

Brandon Allen, QB

Vamos ser claros aqui, até para não jogar toda a culpa no nosso QB: ele é um reserva! Se alguém se empolgou em algum momento, é porque olhou números e não o jogo. E olha que os números nunca foram lá grandes coisas. Desde o primeiro jogo como titular, Allen tem muitas dificuldades em passar da primeira leitura, tem problemas com a mecânica de passe, não consegue se ajustar corretamente no pocket e perde recebedores livres. Sério, estou com dó do DaeSean Hamilton, pois está toda hora livre (desde os tempos de Flacco)! A-gap blitz contra qualquer QB dos Broncos é sucesso na certa. Enfim, as críticas ao nosso QB reserva são muito parecidas com as que proferi muitas vezes a Joe Flacco. Com tape de dois jogos, os Bills simplesmente fizeram o óbvio e dobraram a marcação nos alvos principais de Allen (Sutton e Fant), desafiando-o a partir pra segunda leitura. É claro que não conseguiu fazer isso e o resultado foi o seguinte: 10 passes completados de 25 tentativas, para 82 jardas (média de 3,3 jardas por tentativa), 1 interceptação, 0 TD e um QB rating de 6,0. Resumindo, Allen comandou a pior performance ofensiva dos últimos 27 anos da franquia. Sem mais.

Noah Fant, TE

Fant teve um dia bem difícil, agarrando apenas 3 passes em 5 alvos, para 14 jardas e 1 drop. Também foi péssimo na proteção ao passe, algo que vai precisar melhorar e muito indo para o segundo ano de NFL. Não sei se concordo com o PFF em colocar Fant como destaque negativo, mas quando um ataque tem o desempenho mais pífio das últimas três décadas qualquer um que fosse colocado aqui estava de bom tamanho.

Chris Harris Jr., CB

Nosso CB veterano não vem tendo o mesmo desempenho dos anos anteriores. Não está mal, mas jogando mais tempo como outside CB tem sido exposto com certa frequência, cedendo algumas big plays. Ontem foi mais do mesmo, passando o jogo inteiro completamente esquecido até que… É queimado em passe longo para TD. Em números, permitiu 1 passe completo em 2 alvos para 34 jardas e 1 TD. Mas o TD que permitiu foi um tanto quanto bizarro, pois estava em off coverage, John Brown fez um double move a uns 3 km de CHJr e ainda assim caiu como se fosse o CB do time de flag football da praia. Certamente, será alvo de bastante discussão sobre se realmente merece um novo contrato gordo e longo na próxima Free Agency.

Chris Harris Jr. tem permitido muitas big plays neste ano. Fonte: Democrat and Chronicle.

Destaque MHBr: DL e “OL”

Os apreciadores mais tradicionais de Futebol Americano sempre costumam dizer que o jogo se ganha nas trincheiras. Podemos dizer sem sombra de dúvida que foi nela que perdemos. Fomos surrados nas trincheiras que nem cachorro de rua nos dois lados da bola, uma verdadeira aula aplicada pelos Bills. A linha defensiva foi atropelada no jogo corrido, permitindo 244 jardas terrestres em 47 carregadas, média de 5,2 jardas por carregada. Ficou nítida a falta que Shelby Harris faz para a unidade. A “linha ofensiva” esteve a peneira de sempre, permitindo 4 sacks e 6,5 tackles para perda de jardas. Ah, e teve o tradicional holding de Garett Bolles (o décimo terceiro da temporada) que muitos já estavam sentindo falta. Dominado dessa maneira nos frontes, fica difícil de vencer qualquer partida.

Estes foram os destaques da derrota para os Bills. Deixem a corneta na seção de comentários. Nos vemos em breve. Go Broncos!