Chiefs at Broncos - Cartas na Mesa

Cartas na Mesa – Week 7: vs Chiefs

Olá, amigo leitor e torcedor do Denver Broncos. Em 11 dias, fomos de um dos piores times da Liga a um com uma legítima chance de dar samba nesta temporada. E na partida de hoje, contra o Kansas City Chiefs, determinaremos se a evolução vista será para esta temporada ou para a próxima. Uma vitória nos põe de vez na corrida pelos playoffs. Uma derrota encerra as esperanças. Vamos pôr as cartas na mesa da partida de hoje.

Cartas na Mesa contra o KC Chiefs

Ás de EspadasO Ás de Espadas

O Ás de Espadas é a peça fundamental, que pode desequilibrar a partida a nosso favor.

No caso da partida contra o Kansas City Chiefs, essa peça é Alexander Johnson.

Desde que entrou no line-up do Broncos, Alexander “Dino” Johnson é o líder em tackles, com 17 nas últimas duas partidas, além de 1,5 sack e 1 interceptação. Foi fundamental nas vitórias que tivemos e pode acabar com o plano de jogo do Kansas City Chiefs.

Johnson é o Ás de Espadas contra o Chiefs porque é capaz de destruir qualquer plano de jogo para tirar a pressão de cima do lesionado Mahomes, obrigando-o a lançar mais passes, o que pode levar a mais turnovers.

CoringaO Curinga

O Curinga é aquela peça que ninguém sabe o que esperar. Seu desempenho pode nos garantir a vitória ou nos enterrar na derrota.

No caso da partida contra o Kansas City Chiefs, o Curinga é Ronald Leary.

Resolvida a maior parte dos problemas de Garett Bolles, Leary lidera o time em penalidades, tendo cometido ao menos uma em todas as partidas (exceto na semana 4) e mais de uma penalidade em metade das partidas que jogou no ano.

Leary é o Curinga contra o Chiefs porque para vencermos temos de manter nosso ataque em campo, manter Mahomes na sideline e obrigá-lo a lançar para recuperar o tempo perdido. E não dá pra fazer isso se nossos Running Backs precisam olhar para trás em todas as jogadas de avanço para saberem se valeu ou não.

Valete de Copas

O Valete de Copas

O Valete de Copas é aquela peça que tem tanto amor no coração que é quase suicida. Suas atitudes em campo são amadas pelos adversários e causam na torcida a vontade de machadá-lo.

No caso da partida contra o Kansas City Chiefs, o Valete de Copas é Von Miller.

Depois de cobrá-lo aqui na partida contra o Jaguars, Miller rendeu e conseguiu 6 tackles e seus primeiros 2 sacks da temporada. Entretanto, teve apenas 4 tackles e meio sack nas duas últimas partidas juntas. É pouco para alguém com seu talento. Miller parece desmotivado, não vai para o segundo esforço depois de ser bloqueado e parece jogar com o freio de mão puxado. Ele ainda é acima da média e ajuda o interior da linha a conseguir pressão, mas poderia fazer mais.

Miller é o Valete de Copas contra o Chiefs porque Mahomes vem de uma temporada MVP e estava no caminho para outra antes de se lesionar. Ele precisa ser incomodado o tempo todo, e nossa melhor arma para isso é Vonster.

Dama de Copas

A Dama de Copas

A Dama de Copas é a peça que corta as cabeças dos adversários. Motivo de preocupação e atenção especial, pode destruir o jogo a nosso favor.

No caso da partida contra o Kansas City Chiefs, jogamos com dois baralhos, e as Damas de Copas são Royce Freeman e Phillip Lindsay.

O Broncos definitivamente está dividindo os snaps dos dois, mas diferentemente do esperado – e apesar de ambos terem skillsets diferentes – funcionam muito bem juntos. Somam mais de 160 jardas de scrimmage por partida, com média superior a 4 jardas por tentativa correndo com a bola e participando bem tanto no jogo aéreo quanto no terrestre.

Royce e Lindsay são as Damas de Copas contra o Chiefs porque em ambas as derrotas que o Chiefs sofreu, o time adversário manteve quase o dobro da posse de bola e, para isso, precisamos que o jogo corrido e os checkdowns funcionem. Se não conseguirmos manter a bola, Mahomes terá mais chances de nos punir. Se conseguirmos, temos a chance de sair com a terceira vitória seguida e impor a terceira derrota no mesmo número de partidas para nosso adversário, que era favorito ao First Round Bye nos playoffs desde antes da temporada começar.


Esse foi nosso Cartas na Mesa. Como antes, a lista de cartas pode aumentar, dependendo das opiniões de vocês, mas para a partida contra o Kansas City Chiefs, são essas as cartas mais importantes de se observar.

E para vocês? Quem mereceria cada carta?

#GoBroncos!