Projeção da galera

Saudações, torcedor colorado! Kickoff batendo na porta e qual a projeção para os Broncos nesta temporada? Os sites gringos estão relativamente otimistas em relação ao ano passado. Nosso primo americano, o Mile High Report, aposta em uma temporada 10-6. Já o Pro Football Network foi mais conservador e mandou um 7-9.

E por aqui? Bem, fizemos essa pergunta para a nossa equipe, veja a projeção da nossa galera:

LH Almeida: 10 – 6

Flacco vai ser Comeback Player of The Year e nos levar de volta às vitórias. Ele é regular o bastante para não fazer besteira demais, e temos um forte jogo corrido de apoio. Nossa defesa tem tudo para ser elite novamente, e se já chegamos ao Super Bowl basicamente sem QB jogando (dadas as devidas proporções da mente do Peyton), conseguimos uma temporada acima de 50%.

Ana Luiza Figueiredo: 16 – 0 9 – 7

No fundo, eu acredito em 16-0, porque temos QB ELITE, mas acho que querem que eu seja meio realista aqui. Vic Fangio é conhecido por ter uma defesa que melhora com o tempo. No entanto, ele chega num time com alto nível de talento nesse lado da bola, com diversos jogadores em ano de contrato e com uma dupla de pass rushers que pode se consolidar como a melhor da NFL. Se essa defesa for top 5 (como eu acredito que possa vir a ser), um ataque com jogo corrido forte, baseado nas pernas de Lindsay e Freeman, somado a um QB veterano como Joe Flacco, o time tem tudo para ser melhor que nos anos anteriores. Confesso que 9-7 ainda me parece uma projeção otimista, principalmente devido ao calendário complicado que os Broncos enfrentarão. Mas sabemos o estrago que uma defesa top 5 pode fazer.

Gustavo Paula Santos: 9 – 7

Os Broncos já foram chatos de serem batidos em 2018 e, com as adições na secundária e Vic Fangio, não vejo como ser diferente em 2019. A chave desta temporada é o ataque: quanto um QB mediano e um OC de primeira viagem conseguem elevar o patamar do time? Para mim a resposta dessa pergunta é a diferença entre 8-8 e 10-6. Por enquanto, fico no meio do caminho e acho difícil chegarmos na pós-temporada.

André Rodrigues: 8 – 8

Infelizmente estamos no limbo de QB. Flacco vai ser bom o suficiente para ganhar aqueles jogos que perdemos ano passado por pouco, além do fato de que nossa defesa será melhor do que foi na temporada passada e nos dará melhores posições de campo. Nos resta torcer para que Drew Lock se desenvolva rápido.

Fábio Toledo: 8 – 8

Eu acho 8-8 um recorde realista, que já demonstra grande evolução do elenco. Mas na NFL, não há milagres do dia para noite. Se tudo der muito certo, especialmente no ataque, creio num WC com 10-6. Mais que isso eu duvido gigantescamente. Já se tudo der muito errado e, novamente, é o ataque que não transmite grande confiança, terminamos num triste 7-9.

Pedro Pinto: 8 – 8

Vic Fangio e sua CT conseguem elevar a produção da equipe em campo, mas por conta de um schedule com adversários de qualidade, o Broncos fica a poucas vitórias de conseguir voltar para os playoffs.

Deivis Chiodini: 7 – 9

O time vence alguns jogos em casa, tem alguns flashes de brilhantismo no ataque, mas falta consistência. A defesa é uma das melhores da liga pressionando o quarterback e a secundária aparece bem, mas o grupo de linebackers deixa a desejar e sofremos muito contra tight ends e running backs. No fim, teremos um time com mais brio, mas ainda com pouco talento para almejar playoffs numa divisão tão complicada.

Cassia Pires (essa que vos escreve): 7 – 9

Eu confesso que quando me coube a responsabilidade dessa matéria, minha projeção eram os mesmos 6-10 da temporada passada, mas ver meus colegas de site otimistas, me fez aumentar um pouco a aposta.

Não me matem pelo coração peludo, eu explico o pessimismo. Com certeza houve adições significantes no time. A defesa deve vir muito forte, e a experiência de Vic Fangio vai potencializar essa força. Por outro lado, não podemos contar com os reservas, e vocês sabem como é difícil manter a unidade completa e saudável por 16 jogos. Além disso, e principalmente, o ataque acabou de passar por mais uma reformulação. Noah Fant, que é uma das promessas do sucesso de Joe Flacco não correspondeu na pré-temporada e temos um OC inexperiente. Para finalizar, nossa agenda não facilita.

Acredito que o time deva evoluir sim em campo, dará trabalho e que viremos forte nas próximas temporadas, mas nesta, o torcedor ainda passa raiva. Espero estar errada.

E você, torcedor? Qual será o recorde do Denver Broncos para a temporada?