This one’s for Pat

“O paraíso ficou um pouco mais laranja e azul esta noite”. A família Bowlen anunciou o falecimento de uma das figuras mais importantes da história dos Broncos. Pat Bowlen, dono dos Broncos que se afastou do dia-a-dia do time em 2014 para lutar contra o Alzheimer. Ele faleceu ontem a noite, dia 13 de junho, menos de dois meses antes de ser introduzido ao Hall da Fama do esporte.

Os fãs mais novos podem não ter dimensão da importância que Mr. B, como é conhecido em Denver, teve para o sucesso da franquia. Se tivéssemos que escolher dois nomes para traduzir tal sucesso, esses seriam John Elway e Pat Bowlen.

E os dois chegaram ao time no mesmo período: Elway em 1983 e Bowlen em 1984. Bowlen comprou o time por 78 milhões de dólares. Hoje os Broncos são avaliados pela Forbes como valendo mais de 2,7 bilhões de dólares.

Até 1984, os Broncos tinham chegado ao Super Bowl uma vez, vencido a divisão duas vezes e tido só quatro aparições nos playoffs. Após a chegada de Bowlen, os Broncos tem sete aparições em Super Bowls, vencendo três vezes, 13 títulos de divisão e 18 aparições em playoffs, além de terem alcançado o topo da liga em winning percentage da temporada regular.

Bowlen não era de buscar os holofotes, mas suas contribuições para a liga foram enormes. Ele era muito ligado às questões relacionadas a transmissões televisivas, que culminaram no grande sucesso que a NFL alcançou.

Em 1993, ele foi o chefe da comissão que negociou a parceria entre Fox e NBC para as transmissões da NFL, dobrando os lucros de TV. Cinco anos mais tarde, ele liderou as negociações para o que se tornou o maior contrato de um único esporte na história da TV americana.

Dick Ebersol, ex-presidente da NBC Sports, chamou Bowlen de “a única grande força para a criação do Sunday Night Football”, com seu trabalho na comissão de transmissão fazendo Ebersol dizer que Bowlen “mudou o futebol americano profissional para sempre”.

Foto: Denver Broncos

Em 1997, quando Bowlen finalmente chegou ao maior palco de sua vida após os Broncos derrotarem os atuais campeões Packers de Brett Favre, ele ergueu o Lombardi Trophy e disse uma das frases mais icônicas da história da franquia: “This one’s for John”.

Isso mostra muito da personalidade de Mr. B. Ele sempre foi um dos donos mais preocupados com os jogadores, mantendo uma relação próxima com os seus.

Steve Antonopulos, ou “The Greek” como é conhecido, o Diretor de Medicina Esportiva e um dos funcionários mais fiéis ao time, trabalhando pelos Broncos a impressionantes 44 anos, conta que Bowlen passava todos os dias em seu escritório para saber como estavam os jogadores.

Todos os dias ele vinha aqui querendo saber como seus jogadores estavam. Mr. Bowlen amava seus jogadores. Nossa relação começou ao falarmos sobre jogadores – não apenas sobre a saúde física, mas como eles estavam indo mentalmente, emocionalmente e espiritualmente. Ele queria saber tudo.

The Greek falando sobre Pat Bowlen, após ser escolhido para apresentar Bowlen na cerimônia de indução ao Hall da Fama.

Por isso não foi a toa que Elway devolveu o favor em fevereiro de 2016, quando Von Miller e companhia levaram os Broncos novamente ao topo. “This one’s for Pat”. Bowlen amava seus jogadores e seus jogadores o amavam. E este é seu maior legado.

Reações