Conhecendo Dre’mont Jones

Saudações, torcedores dos Broncos! Com a 71ª escolha do Draft da NFL de 2019 os Broncos selecionaram Dre’mont Jones, DL de Ohio State. Jones traz um elemento interessante que nossa linha defensiva carece desde a saída de Malik Jackson: pressão ao QB pelo interior da linha. Então vamos conhecer nosso novo interior pass rusher!

Lembrando que este é mais um de nossos posts para apresentar a classe de calouros de 2019 do Denver Broncos. Já apresentamos Noah Fant, Dalton Risner e Drew Lock. Continue acompanhando o Mile High Brasil, pois ainda teremos mais conteúdo para você conhecer nossos calouros.

Os primeiros passos no futebol americano

Dre’mont Jones pela St. Ignatius High School. Fonte: landgrantholyland

Dre’mont Jones nasceu em 5 de janeiro de 1997, em Cleveland, Ohio. Estudou nas imediações da cidade natal na Saint Ignatius High School, onde jogou seus primeiros snaps como jogador de linha defensiva. Não demorou muito para chamar a atenção dos scouts e foi considerado um recruta quatro estrelas, ranqueado como 7º melhor jogador de Ohio e 170º da nação em 2014. Dre’mont optou por permanecer em seu estado natal e foi recrutado pelo Ohio State Buckeyes, um dos maiores programas do College americano.

Carreira no College

Fonte: Buckeye Sports

Em seu primeiro ano no College (2015), Jones foi redshirt e permaneceu no banco aprendendo mais sobre as nuances do jogo. A partir do segundo ano, começou a ganhar seus primeiros snaps. Anotou 51 tackles totais como DL dos Buckeyes em 2016, sendo 4 deles para perda de jardas. Não conseguiu seu primeiro sack, mas  foi reconhecido e selecionado para o Freshman All American daquele ano. Teve uma queda de produtividade em termos de números em 2017, quando anotou apenas 20 tackles, sendo 5 para perda de jardas, além de 1 sack. Apesar dos números mais baixos, Dre’mont foi eleito para o Third-team All-Big Ten e para o Academic All-Big Ten. 

Em 2018, seu ano de Junior, Jones assumiu um papel de liderança nos Buckeyes, se tornando um dos capitães da equipe. Não só liderou o vestiário, mas também o time em campo, anotando os números mais impressionantes de sua carreira universitária. Foram 40 tackles, sendo 13 para perda de jardas, além de incríveis 8,5 sacks! Jones foi uma presença constante no backfield dos adversários, mantendo pressão sobres os QB mesmo quando Nick Bosa (2ª escolha geral do Draft desse ano) ficou fora da linha de Ohio State com uma lesão séria.

Ao término da temporada, Dre’mont Jones decidiu não retornar para seu ano de senior e se declarou para o Draft da NFL de 2019. No dia 26 de abril deste ano, se tornou oficialmente um Bronco.

Dre’mont Jones nos Broncos

Fonte: Denver Broncos, site oficial

Como disse no começo do post, Jones traz um elemento para nossa DL que não temos desde a saída de Malik Jackson: pressão pelo interior da linha. Dre’mont possui uma técnica de mãos muito boa, talvez por ter praticado boxe também, e um ótimo primeiro passo saindo da linha de scrimmage, o que lhe torna um excelente one gap shooter pass rusher. Falta a ele um pouco de força para ser um jogador capaz de tomar conta de dois gaps na DL, algo que não deve ser solicitado a ele na defesa de Vic Fangio. O próprio jogador afirmou que estava um pouco leve no Combine, quando pesou 127 kg, e que já está adquirindo mais peso para adicionar mais força em seu jogo bastante técnico.

Jones deve atuar como 3 ou 5-tech nas formações Nickel da nossa defesa, que é como as defesas jogam em praticamente 2/3 do tempo na NFL. Com Miller e Chubb atraindo double teams nas pontas da linha, Dre’mont terá oportunidade de causar estrago pelo meio e projeto que ele terá impacto já em seu ano de calouro, especialmente em descidas óbvias de passe. Ele também é o primeiro passo na construção da DL a longo prazo, visto que Wolfe, Gotsis e Shelby Harris serão unrestricted free agents em 2020 e é pouco provável que os Broncos consigam manter os 3 no elenco.

Penso que a escolha de Dre’mont Jones foi bem feita, pensando tanto em impacto imediato, quanto na construção da linha defensiva a longo prazo.

E você, caro leitor? O que achou da nossa 71ª escolha do Draft deste ano? Deixe seus comentários abaixo. Nos vemos em breve. Go Broncos!