Mock Draft 2019 – Ana

Saudações torcedores e torcedoras do laranja e azul de Denver! Hoje é Natal para os amantes de futebol americano. O Draft finalmente chegou e para comemorar, vamos brincar um pouco com as escolhas dos times e, principalmente dos Broncos. O Leonardo já lançou um hoje e agora vamos a mais um. Mock Draft nunca é demais!

Primeiro, que fique claro que as escolhas abaixo correspondem à minha opinião, não refletindo as escolhas gerais que o site faria e muito menos o que John Elway e companhia estão pensando em fazer. Trata-se apenas de um exercício bem legal de fazer.

As escolhas abaixo não refletem o que eu acho que os times farão e sim o que eu faria se tivesse que escolher o primeiro round inteiro e as escolhas dos Broncos em todas as rodadas. No final, o Draft pra valer sempre acaba surpreendendo todo mundo.

1. Arizona Cardinals: Quinnen Williams, DT, Alabama 

Williams é o melhor prospecto da classe e um ótimo fit no sistema de Arizona. Se não fosse o alto valor de EDGEs e Quarterbacks, o tape de Quinnen Williams o colocaria como a primeira escolha overall da classe, que é onde o coloco nessa mock, apesar de não acreditar que isso acontecerá.

2. San Francisco 49ers: Nick Bosa, EDGE, Ohio State

Mais um fit ideal. San Francisco está esperando os Cardinals escolherem Kyler Murray na primeira escolha geral para acabar com o prospecto dos sonhos Robert Saleh. Nesse cenário, eles acabam com quem queriam, apesar de a escolha acima ter sido diferente.

3. Redskins (TROCA COM JETS): Dwayne Haskins, QB, Ohio State

Em 2018, os Jets subiram por Sam Darnold, oferecendo as escolhas de segunda rodada de três anos aos Colts. Em 2019, eles pegam compensação maior para sair do top 10 por outro time desesperado por QB. Os Redskins já mostraram no passado que não tem medo de penhorar a franquia por um jogador e pulam na frente dos Giants para garantir o melhor QB da classe em Haskins.

4. Raiders: Brian Burns, EDGE, Florida State

Os Raiders provavelmente pulariam em Kyler Murray nesse cenário, mas como sou eu, e não Jon Gruden, comandando o show, eles pegam o EDGE que mais se enquadra ao sistema do time depois de Nick Bosa e tentam substituir Kahlil Mack com a escolha.

5. Tampa Bay Buccaneers: Josh Allen, EDGE, Kentucky

Os Bucs recebem de presente uma joia na quinta escolha. Todd Bowles sorri de orelha a orelha com um prospecto subestimado que pode ter sido o grande steal da classe.

6. New York Giants: Kyler Murray, QB, Oklahoma

Os Giants provavelmente não escolheriam Kyler Murray. Mas para mim, se você tem oportunidade de colocar Murray e Barkley no mesmo backfield e formar um ataque explosivo baseado nos dois, faça isso. Não sei se daria certo a longo prazo, mas que seria divertido de assistir, não tenho muitas dúvidas.

7. Jacksonville Jaguars: Jonah Williams, OT, Alabama

Os Jaguars tem a defesa e agora tem o quarterback em Nick Foles. O próximo passo é proteger a maior contratação do ano como o melhor jogador de linha ofensiva da classe. Jonah Williams pode jogar de tackle e é projetado por muitos como guard, dando flexibilidade para os Jaguars.

8. Miami Dolphins (TROCA COM LIONS): Drew Lock, QB, Missouri

Há um rumor muito forte de que os Dolphins vão tankar por um dos QBs de 2020. Mas como não podemos acreditar em nada dito antes do Draft, os Dolphins sobem acima dos Broncos para pegar o QB do futuro em Drew Lock. Se você tem oportunidade de pegar o jogador que acredita ser um potencial franchise, por que esperar mais um ano?

9. Buffalo Bills: Ed Oliver, DT, Houston

Alerta de steal! Buffalo teve uma defesa dominante em 2018 e poderia buscar peças para o ataque aqui. Mas eles simplesmente não conseguem resistir ao ver Ed Oliver disponível. Oliver já foi cotado para primeira escolha geral e vem caindo nos boards principalmente por não ter o tamanho ideal. Lembrem-se, essa era a maior crítica a Aaron Donald.

10. Denver Broncos: Christian Wilkins, DT, Clemson

Wilkins já fica bem de laranja. Foto: Kelley L Cox-USA TODAY Sports

Denver estava pronto pra puxar o gatilho, mas viu Ed Oliver sair do board uma escolha antes da sua. Mas a classe de iDL é profunda e Christian Wilkins pode não ter o hype de Oliver, mas é um prospecto de primeira. Vic Fangio já mostrou sua preferência por interior defensive linemen que conseguem jogar em todas as posições da linha e Wilkins, pilar da defesa campeã dos Tigers, tem essa habilidade.

11. Cincinnati Bengals: Devin White, LB, LSU

Devin White é o melhor inside linebacker da classe e terá grande importância na defesa dos Bengals. Apesar do hype, White ainda é um prospecto um pouco cru e precisa limpar o seu jogo, reagir de maneira mais rápida e se posicionar melhor. Mesmo assim, tem potencial para ser um dos grandes nomes dessa defesa.

12. Green Bay Packers: TJ Hockenson, TE, Iowa

Os Packers dão uma nova arma para Aaron Rodgers e Matt LaFleur. Hockenson é, para mim, o melhor TE no geral da classe. Excelente bloqueador e com boas mãos para o jogo aéreo, Hockenson nas mãos de Rodgers tem potencial para se tornar a próxima estrela da liga na posição de TE.

13. Detroit Lions (TROCA COM DOLPHINS): Devin Bush, LB, Michigan

Os Lions não querem escolher no top 10 e preferem descer e acumular picks. Na 13, escolhem o segundo linebacker da classe chamado Devin. O prospecto de Michigan cresceu nos boards após ter um Combine quase do mesmo nível de Devin White.

14. Atlanta Falcons: Byron Murphy, CB, Washington

Os Falcons precisam investir na secundária e dão de cara com o melhor corner da classe na pick 14. Byron Murphy é o clássico jogador que não era visto nem como de primeira rodada por muitos analistas até o ano passado e viu seu stock crescer acima dos até então considerados top corners da classe.

15. New York Jets (TROCA COM REDSKINS): DK Metcalf, WR

Os Jets descem muito e acabam, mesmo assim, com o melhor WR da classe e unem o útil ao agradável, pegando um dos top prospects em uma posição de need. Sam Darnold, conheça seu novo melhor amigo.

16. Carolina Panthers: Jawaan Taylor, OT, Florida

Carolina deixou Cam Newton apanhar até o ponto de seu retorno para 2019 ser questionável. Jawaan Taylor será uma peça fundamental na proteção de Newton, seja nesse ano ou não. A regra já diz: se você está reconstruindo, comece pelas trincheiras.

17. New York Giants (via Browns): Andre Dillard, OT, Washington State

Os Giants oferecem proteção ao seu novo QB com a segunda pick de primeira rodada, adquirida na troca de Odell Beckham Jr. Dillard é por muitos considerado o melhor tackle da classe e um grande valor se cair até a pick 17.

18. Minnesota Vikings: Garrett Bradbury, C, NC State

Os Vikings deram a Kirk Cousins um contrato histórico e uma excelente excelente dupla de WRs em Thielen e Diggs. Mas isso não adianta nada se ele não conseguir parar em pé. Bradbury é um center plug and play e tem tudo para ser um ótimo pilar para a linha ofensiva de Minnesota. 

19. Tennessee Titans: Cody Ford, OT, Oklahoma

Outro QB que precisa de proteção é Marcus Mariota e ela chega a partir de Cody Ford, que na pick 19 é um steal. 

20. Pittsburgh Steelers: Nasir Adderley, S, Delaware

O melhor safety da classe encontra sua casa em Pittsburgh. Os Steelers precisam de ajuda em vários setores da defesa, mas apenas na posição de safety eles conseguem o número 1 da classe na pick 20.

21. Seattle Seahawks: Clelin Ferrell, EDGE, Clemson

Seattle se livrou de Frank Clark, recebendo ótima compensação em troca. Agora eles pegam o EDGE do futuro, um dos melhores da classe e que não tem o hype que merece. Ferrell deve fazer os fãs os Seahawks não sentirem tanta falta de Clark.

22. Batimore Ravens: N’Keal Harry, WR, Arizona State

Você pode pedir para Lamar Jackson melhorar como passador, mas tem que dar a ele armas para isso. Harry é talvez o WR mais completo da classe, com menos potencial para dar errado do que Metcalf.

23. Houston Texans: Yodny Cajuste, OT, West Virginia

Se os Texans querem sonhar com alguma coisa nos próximos anos, tem que dar a Deshaun Watson uma linha que preste. Eles começam isso com mais um jogador subestimado. Cajuste é um tackle completo, Watson deve comemorar igual Von Miller comemorou a chegada de Chubb.

24. Oakland Raiders (via Bears): Noah Fant, TE, Iowa

Jared Cook foi para New Orlears e os Raiders se encontram com um ótimo valor em sua segunda pick. Noah Fant tem tudo para ser o melhor TE recebedor da classe e tem teto para evoluir nos bloqueios.

25. Philadelphia Eagles: Greedy Williams, CB, LSU

Os Eagles sonharam com um dos top linebacks caindo até aqui, mas com ambos saindo dentro do top 15, eles fecham uma need importante, apesar de não tão aparente. Jalen Mills e Ronald Darby serão free agents em 2020 e encontrar o substituto de ao menos um deles é essencial.

26. Indianapolis Colts: Jerry Tillery, DT, Notre Dame

Os Colts fizeram um ótimo trabalho em 2018, mas a defesa precisa evoluir em 2019 se o time quer seguir brigando para ir longe na pós-temporada. Tillery é mais um prospecto não muito valorizado devido à extensa classe de linha defensiva.

27. Oakland Raiders (via Cowboys): AJ Brown, WR, Ole Miss

Os Raiders trocaram Amari Cooper para os Cowboys e com a mesma pick, pegam seu substituto. Em uma divisão com Patrick Mahomes, os Raiders apostam no ataque para tentar bater de frente com os Chiefs. Com um trio de WRs pra lá de bom e com a adição de Noah Fant, Derek Carr está sorrindo de orelha a orelha. Brown & Brown são dos Raiders.

28. Los Angeles Chargers: DeAndre Baker, CB, Georgia

Os Chargers adicionam um dos top CBs da classe em DeAndre Baker. Numa divisão com Patrick Mahomes e grandes ameaças na posição de WR como Antonio Brown e Tyreek Hill, reforçar a secundária nunca é demais.

29. Seattle Seahawks (via Kansas City): Hakeen Butler, WR, Iowa State

Após reforçar o pass rush com sua primeira pick, os Seahawks dão uma arma a Russell Wilson. O ideal aqui seria melhorar a linha ofensiva do time, mas WR também é uma need grande.

30. Green Bay Packers (via Saints): Juan Thornhill, S, Virginia

A secundária de Green Bay precisa de ajuda e eles adicionam o segundo melhor safety da classe no final do primeiro round. Thornhill é um jogador de quem muitos esperam um salto de qualidade quando as coisas se encontrarem para ele. 

31. Los Angeles Rams: Jachai Polite, EDGE, Florida

Os Rams tem uma defesa que parece algumas peças distante de explodir. A principal está nas pressões pelas laterais. Aaron Donald é mortal atacando a linha pelo meio e faz isso sem que o time tenha grandes ameaças pelas laterais. Dê um EDGE a Donald e pode ser que sua produção (inacreditavelmente) cresça ainda mais.

32. New England Patriots: Irv Smith Jr., TE, Alabama

Os Patriots esperam pacientemente e são recompensados com o herdeiro de Gronkowski. De um império do mal para outro, Irv Smith Jr sabe o que é jogar em um time vencedor e vai tentar manter o nível do que foi o melhor TE dos últimos anos.

Picks dos Broncos nos demais rounds

41. Mack Wilson, LB, Alabama

Os Broncos conseguem grande valor no segundo round com Mack Wilson. Apesar de ser estranho John Elway dando escolha alta em linebacker de Alabama (!!!), Wilson é tudo o que Vic Fangio sonhou com um grande valor para o segundo round. Sendo realista, talvez os Broncos tenham que subir alguns spots para pegá-lo, mas se ele cair até a 41, será uma ótima adição ao time. Ah, ele sabe cobrir TEs.

72. Andy Isabella, WR, Massachusetts

Esse é um daqueles jogadores que podem sair mais cedo do que pensávamos originalmente. Andy Isabella daria a agilidade e dinamismo que faltam ao grupo de WRs dos Broncos. Com o time se preparando para o final da carreira de Sanders no time, Isabella tem tudo para contribuir desde o primeiro dia.

126. Isaiah Johnson, CB, Houston

Johnson seria mais um conerback para desenvolver. Ele tem todas as traits físicas e, por mais que seja melhor em marcação homem a homem, Vic Fangio gosta de ter jogadores diferentes e de utilizar marcações mistas para aproveitar o melhor de todos.  Com toda a confusão envolvendo Chris Harris Jr, é bom ter uma apólice de seguros em Johnson. E, se tudo der certo e Chris Harris ficar, Vic Fangio dá a palavra: cornerbacks? Você nunca tem o suficiente deles. 

149. Daylon Mack, DL, Texas A&M

Com a profundidade da classe de linha defensiva e com Adam Gotsis e Derek Wolfe em seus últimos anos de contrato, adicionar mais um jogador de miolo de linha pode ser uma estratégia inteligente. Assim como Wilkins, ele cumpre o requisito de versatilidade, podendo atuar em várias posições da linha. Excelente peça para desenvolver.

157. Jordan Ta’amu, QB, Ole Miss

Jordan Ta’amu seria a minha escolha para quarterback desenvolvimental.  Ta’amu é um daqueles QBs que tem todos os traits, mas que precisa de trabalho para ser desenvolvido. Com Rich Scangarello como seu guru e sem a pressão de uma escolha alta, Ta’amu pode ser uma surpresa em um ou dois anos.

183. Ross Pierschbacher, C/OG, Alabama

Os Broncos esperavam encontrar um bom valor na linha ofensiva mais cedo no Draft, mas com a estratégia de pegar o melhor disponível, acabaram não encontrando. Pierschbacher foi starter por quatro anos em Alabama e é projetado como center na NFL, apesar de ter experiência como guard. Matt Paradis foi escolhido na sexta rodada e desenvolvido em um dos melhores centers da liga. Os Broncos tentarão fazer com que o raio caia duas vezes no mesmo lugar. 

239. Mitch Hyatt, OT, Clemson

Mike Munchak recebe aqui mais um jogador para ser trabalhado. Apesar de ter jogado como tackle no college, Hyatt pode ser uma boa peça para o interior da linha na NFL. Essa versatilidade pode ajudá-lo a se conseguir uma vaga no roster, podendo ser reserva de múltiplas posições enquanto é desenvolvido por um dos melhores técnicos da posição da liga.

E vocês, torcedores e torcedoras? Quem escolheriam na pick 10?