Medindo Forças – Episódio 3: Ranking Final

Chega mais, leitores e leitoras do Mile High Brasil! Chegamos ao último episódio do Medindo Forças. Vamos agora somar todas as notas antes apresentadas, apresentar o ranking final e analisar o que esses números nos dizem. Será que Elway estava certo em dizer que os Chargers são o time a ser batido? Vamos tentar responder a essa pergunta.

Episódios anteriores:

A análise

Episódio 1

Episódio 2

Ranking Final

1º lugar – Denver Broncos

Surpresos? O Denver Broncos termina com a maior nota total. Mas vamos tentar entender isso melhor. Certamente a aquisição de Case Keenum levou esse time para outro patamar. Se ele vai conseguir repetir o sucesso de 2017, já é outra história. A verdade é que temos talentosos jogadores na posição de WR que podem ajudar ele; tudo indica também que a linha ofensiva vai melhorar. A grande questão fica nos nossos corredores agora sem a presença de CJ Anderson.
A defesa continua muito bem. Podemos ter uma baixa no desempenho dos cornerbacks, mas não tem como não ficar empolgado com as aquisições de Su’a Cravens e o novato Bradley Chubb. Cravens chega para arrumar a casa na cobertura contra TE e RB, um problema antigo da nossa defesa. Chubb chega para liberar a pressão em cima de Von Miller e gerar muita pressão pelo outro lado da linha. A linha defensiva continua lotada e o grupo de linebackers agora conta com Josey Jewell e um Brandon Marshall saudável.
Se formos olhar de uma maneira geral, Elway fez um ótimo trabalho nessa inter-temporada. Ainda temos algumas perguntas para serem respondidas ao longo da temporada, mas se tudo ocorrer como o esperado, podemos ficar empolgados com relação a esse time.

2º lugar – Oakland Raiders

Nossos rivais de Oakland ficam na segunda posição. Muito se discutiu sobre o que o Raiders estava fazendo nessa inter-temporada. A grande contratação foi a do técnico Jon Gruden que volta ao time depois de 17 anos. Como técnico principal, Gruden tratou de trazer vários veteranos para o time e muitos questionaram isso. Mas a verdade é que o time é bem sólido. Derek Carr é um QB talentoso e ele possui um grupo de WR com potencial de produzir bons números. Além disso, a linha ofensiva é a melhor da divisão. Vamos ver como atua o grupo bem veterano de running backs com Lynch e Martin.
A defesa sofreu muito ano passado e, por isso, mudou bastante para essa temporada. O grupo de cornerbacks foi todo modificado, com destaque para o veterano Rashaan Melvin. Também trouxeram veteranos para a posição de linebacker e apostaram em novatos para a linha defensiva.
Pouco tem se falado nesse time dos Raiders, mas eles tem totais condições de brigar pelo topo da divisão. Jon Gruden é um técnico capaz e o elenco tem alguns bons talentos. Esse é outro time que, ao que tudo indica, pode melhorar o seu recorde de vitórias.

3º lugar – Los Angeles Chargers

O time a ser batido, segundo John Elway, fica em terceiro lugar. Não podemos negar que o elenco dos Chargers tem muito talento. O grande ponto aqui talvez seja como eles irão lidar com a perda de Hunter Henry. No ataque, Philip Rivers está no comando e ele conta com qualidade ao redor dele. Melvin Gordon é um corredor dinâmico. Keenan Allen é um tremendo jogador e com Mike Williams saudável, essa dupla pode se tornar uma das melhores da NFL. A linha ofensiva conta com novos nomes e pode manter Rivers fora de problemas.
A defesa está estabelecida como uma das melhores. As atenções sempre se voltam para a dupla Ingram e Bosa, mas a secundária dos Chargers merece a mesma atenção. O grupo que já era bom agora conta com a volta de um Jason Verrett saudável e do novato Derwin James. Basta saber se eles melhorarão no quesito defender o jogo terrestre que foi o ponto fraco da defesa no ano passado.
Ao contrário dos Raiders, os Chargers foi o time que mais ganhou atenção nessa inter-temporada. Acho que essa expectativa é até justificável. Eles têm o QB mais consolidado da divisão, talento no ataque e uma defesa que causa terror nos ataques aéreos adversários. A dúvida maior fica com relação a como eles irão substituir Hunter Henry. Além disso, será que esse ano eles crescerão nos jogos decisivos e não cometerão erros mentais que podem custar os jogos mais importantes?

4º lugar – Kansas City Chiefs

O atual campeão da divisão fica em último lugar. Mas como assim? Calma, vamos tentar explicar. O primeiro ponto a ser levado em conta é a saída de Alex Smith. Ele seria considerado, segundo o PFF, o melhor QB da divisão. Agora será a vez de Patrick Mahomes. Quem não iria querer jogar com Kareem Hunt, Travis Kelce e Tyreek Hill? Esse é o grupo que vai tentar tornar o primeiro ano de Mahomes menos doloroso. Esse ataque tem tudo para ser muito dinâmico, mas é bem provável que irá cometar alguns erros com o “novato” QB.
Já a defesa, que não foi bem ano passado, continua não empolgando. Tá certo que algumas aquisições como Kendall Fuller e Anthony Hitchens vão ser uma melhoria. Além disso, a volta de um Eric Berry saudável ajuda o grupo. Porém, a defesa conta com vários buracos. É o caso nos edges com Dee Ford, nos cornerbacks com David Amerson e na posição de safety com Daniel Sorensen.
Os Chiefs, que anos atrás contavam com uma defesa dominante e um ataque pífio, mudou completamente de característica. Hoje é o ataque que é o ponto forte do time. Agora é saber se o novo comandante do ataque Mahomes vai fazer com que esse ataque alcance todo o seu potencial. A defesa precisa melhorar se a equipe quiser aspirar manter o reinado de divisão.

Conclusão

Chegamos ao final da série Medindo Forças! O que acharam dos rankings? Concordam? Ficaram empolgados com o Broncos em primeiro? Espero que esse não seja aquele famoso “EMPOLGOU” antes da temporada começar. Mas uma coisa é certa. A nossa divisão tem tudo para ser muito disputada esse ano. Eu, particularmente, estou muito empolgado com essa disputa. Enfim, está aberta a discussão! Grande abraço a todos e GO BRONCOS!