Renovação contrato Elway

O Salary Cap dos Broncos às vésperas da Free Agency

Saudações, caro leitor e torcedor do Denver Broncos! A Free Agency está chegando e há muita expectativa sobre quem vem e quem sai do time para a próxima temporada. Vamos analisar a situação do Salary Cap dos Broncos após alguns movimentos de John Elway para ver quanta munição temos para gastar.

Lembrando que, em Janeiro, fizemos uma primeira análise de nossa situação financeira (reveja aqui). Na época, estimamos que teríamos cerca de 18,25 M em Cap Space pela regra do Top 51, e de 11,69 M a partir dos cortes para fechar o elenco de 53 jogadores. Alguns cortes já aconteceram e algumas tenders em Free Agents foram colocadas. Sabendo disto, vamos atualizar os números.

O Salary Cap da liga

Em Janeiro, estimamos que o Salary Cap da NFL para 2018 seria de 178M. O número oficial é ligeiramente menor: 177,2 M. Então, 800 k a menos para a conta…

Cortes, trocas e não-renovações

John Elway trocou Aqib Talib com o Los Angeles Rams em troca de uma escolha de quinta rodada no Draft deste ano. Este é o movimento mais importante até agora feito pelos Broncos, pois libera 11M no Salary Cap (veja os detalhes em nosso post sobre como liberar Cap). Sinal de que nomes importantes vêm por aí.

Além disso, como previmos, Bennie Fowler não recebeu sua tender de RFA (Restricted Free Agent) e testará o mercado.

Free Agents com tender

Shelby Harris recebeu sua tender de ERFA (Exclusive Rights Free Agent) no valor de 705 k. Isto retira um salário de 555 k da contagem do Cap, causando um cap hit real na regra do Top 51 de 150 k. Além dele, o LS Casey Kreiter, o WR Jordan Taylor, os LB Joseph Jones, Jerrol Garcia-Williams e Zaire Anderson e o OL Elijah Wilkinson também receberam suas tenders de aproximadamente 630 k. Cap hit real no top 51 = (630 k – 555 k) x 6 = 450 k.

Matt Paradis e Shaquil Barrett receberam tenders de segunda rodada no valor de 2,914 M cada. Cap hit real no top 51 de (2,914 M – 0,555 M) x 2 = 4,718 M. Se alguém fizer uma oferta de contrato para estes jogadores, os Broncos podem igualar a oferta ou deixarem eles seguirem seu caminho e receber uma escolha de segunda rodada como compensação. Acho pouco provável que recebam propostas, mas caso isto aconteça estamos bem protegidos.

Opções exercidas e contratações

O Denver Broncos exerceu as opções de contrato de Demaryius Thomas e Chris Harris Jr. aos custos de 4 M e 1,1 M, respectivamente. Estes valores serão diluídos ao longo dos anos remanescentes dos contratos. Também estamos para assinar com Case Keenum, mas os detalhes do contrato ainda estão por vir.

Quanto temos de Cap Space?

Com todos estes movimentos realizados, os sites norte americanos Spotrac e Over The Cap (OTC) informam que temos um Cap Space de 29,03 M e 29,91 M, respectivamente, no Top 51. Vamos considerar aqui uma média de 29,5 M (o contrato de Keenum não está contando aqui). Não podemos nos esquecer que ainda temos que assinar os calouros no Draft. Com a escolha de quinto round que recebemos pela troca de Talib, temos 11 picks e o cap hit real no Top 51 seria de 11,624-(0,480 x 11) = 6,344 (quer relembrar esta conta? Clique aqui). Desta forma, nosso Cap Space atual no Top 51 é de 29,5 – 6,344 = 23,16 M. Após o término da pré-temporada e a seleção dos 53 jogadores, os jogadores 52 e 53 passam a contar no Cap ativo, além da Injury Reserve + PUP list, Practice Squad e a Reserva da NFLPA para desenvolvimento de jogadores. Tudo isto gera um Cap Hit de aproximadamente 6,56 M. Assim, temos 23,16 – 6,56 =  16,6 M limpinhos para contratações. Lembrem-se que até setembro vale a regra do top 51, então temos flexibilidade para gastar um pouco mais agora (obviamente ao custo de cortes mais a frente).

Bem pessoal, estão aí as contas. Esta é a nossa munição para conseguir novos nomes na Free Agency. Deixem comentários e dúvidas abaixo. Apertem os cintos, pois muita coisa vai acontecer nos próximos dias. Até breve! Go Broncos!