Resumo do Ataque nas OTAs e Minicamps

OTAs e Minicamps – Resumão do Ataque

Olá, amigo leitor e torcedor do Denver Broncos. Estamos na época de maior marasmo possível. A calmaria que aguarda a tormenta. Até dia 27 de julho, quando começa nosso Training Camp, nada acontecerá no Dove Valley. Mas aqui, buscaremos trazer conteúdo para esquentar esses dias. Começando pelo resumo do ataque nas OTAs e Minicamps.

Foram 13 dias de treinos, e há notícias de todos os tipos. Por isso, trarei por posição o que mais de interessante aconteceu. Este post será longo, então sentem-se confortavelmente e aproveitem o passeio. O post da defesa sairá no começo da semana que vem.

Resumão das OTAs e Minicamps – Ataque

Quarterbacks

A questão dos quarterbacks não mudou durante as OTAs e Minicamps. E não mudaria. VJ disse que a offseason seria para instalar o ataque, e isso ficou claro. Tanto Siemian quanto Lynch tiveram altos e baixos. Trev, entretanto, foi mais consistente. Desde os períodos de “mover a bola” até um treino específico no qual eles tinham de acertar latas de lixo no canto da endzone, ele mostrou que continua um pouco à frente de Pax. Mas os dois estão competindo por cima, não por baixo.

Enfrentando a melhor secundária da NFL, com o pass rush mais perigoso também, eles se mostraram, cada um na sua especialidade, capazes de fazer os passes necessários para ganhar um jogo. Um vídeo de um jornalista no Twitter (que agora não consigo achar) mostrou os dois fazendo passes lado a lado. Os de Siemian saem mais rápido. Os de Lynch, mais fortes. Cada um tem um estilo, e os dois podem ser bem sucedidos nas mãos de McCoy. Uma evolução grande que ambos mostram é a paciência dentro do pocket. Talvez pela linha ofensiva estar protegendo melhor, mas ambos ficaram mais tempo do que ano passado dentro do pocket, fazendo suas progressões para achar um recebedor livre, mesmo sob pressão.

O verdadeiro terceiro QB, Chad Kelly, não tocou na bola ainda, já que ainda tem uma tala no pulso direito, mas VJ o fez ficar no huddle algumas vezes, aprendendo as chamadas e se afinando com os jogadores.

Running Backs/Fullback

Ficou claro que Andy Janovich será fundamental nesse ataque. Ele continua sendo exímio bloqueador, além de ter mãos melhores que muitos receivers da liga para receber passes. Para melhorar, seu trabalho no time de especialistas ainda é muito bom, então, ele tem seu lugar garantido no roster. E demonstrou isso nas OTAs e Minicamps.

CJ Anderson mostrou que não vai ceder facilmente snaps para Jamaal Charles, tendo conseguido bons ganhos e boas corridas, demonstrando explosão e bons cortes. Nos treinos individuais que fez, Charles está aparentemente recuperado da lesão, e promete boas coisas para a preseason. Acredito que ele terá alguns snaps para mostrar serviço no terceiro jogo da equipe. Já Devontae Booker teve algumas corridas boas, ao menos dois TDs, mas também teve problema de fumbles, foram ao menos dois, pelo que reportado por Andrew Mason.

Por fim, nosso calouro De’Angelo Henderson mostrou bastante potencial, conseguindo deixar para trás nossos defensores e conseguindo vários TDs nos períodos de treinos.

Wide Receivers

Talvez o grupo mais carregado da equipe, nosso corpo de Wide Receivers está recheado de talentos. Provavelmente, quem for cortado será contratado por outra equipe facilmente. Demaryius Thomas e Emmanuel Sanders continuam mostrando treino atrás de treino por que são um dos duos mais perigosos de recebedores da liga. Sanders, especialmente, se colocou na posição de líder vocal, cobrando energia e empenho dos companheiros de ataque.

Abaixo deles, a briga fica muito, muito boa. Cody Latimer, mais uma vez, mostrou boas coisas nos treinos. Mostrando uma sintonia especial com Trevor Siemian, ele recebeu mais de 5 passes para TD de Trev durante os 13 treinos. Jordan “Sunshine” Taylor continua tornando difícil a tarefa dos defensores, fazendo recepções difíceis, inclusive pulando mais alto que a defesa para receber passes fora do alcance.

Carlos Henderson e Isaiah McKenzie, calouros deste ano, também mostraram para que vieram. Ambos tiveram recepções e dribles sensacionais, deixando defensores no chão depois de cortes, mostrando velocidade, coordenação e boas mãos. Os dois terminaram os treinos fora do campo, McKenzie por uma doença não revelada pela equipe, e Henderson por uma dor no pé, mas acredita-se que estarão 100% para o Training Camp.

Tight Ends

Sabe quem está bem? Jeff Heuerman. No segundo ano depois de sua lesão no ano de calouro, Heuerman fez ótimas recepções, marcou vários TDs e mostrou evolução nos bloqueios por todas as semanas de OTAs e Minicamps. Já Virgil Green, bom, apesar de algumas boas recepções e um ou outro TD, comentei que acreditava que ele seria cortado se Jake Butt estivesse 100%, e mantenho minha posição. Ele não teve destaque em nenhum dos treinos.

AJ Derby foi melhor que Green, e, na condição acima, deverá assumir a vaga de segundo/terceiro TE. Ele terminou os treinos com uma lesão no músculo posterior da coxa, mas é outro que estará pronto para o TC. Jake Butt está no caminho de estar pronto até o segundo jogo da preseason, mas, assim como Kelly, foi figura presente nos huddles ofensivos.

Linha Ofensiva

O setor de maior preocupação da equipe demonstra melhoras progressivas. Aparentemente, teremos uma linha bem melhor que ano passado. É claro que, quando os pads são colocados, a história é diferente, mas baseando-me pelo apresentado nas OTAs e Minicamps, a melhora será efetiva. Jogando contra Von Miller, Shane Ray e sua patota, nossos jogadores foram capazes de dar o tempo necessário aos QBs na maioria do tempo.

Na posição de Left Tackle, Ty Sambrailo começou o TC como titular e, apesar de demonstrar uma qualidade superior ao ano passado, terminou dividindo com Garett Bolles, mais pela evolução do calouro, que chegou a vencer duelos individuais com o próprio Von Miller. Os Guards foram invertidos para os Minicamps, com Max Garcia sendo colocado à esquerda, e Ron Leary à direita. Menelik Watson aparece como titular da posição de Right Tackle, enquanto Connor McGovern tem substituído bem Matt Paradis como Center.

Minha previsão para a OL titular é Bolles, Garcia, Paradis, Leary e Watson, com Sambrailo e McGovern tendo suas posições garantidas como reservas, especialmente pela versatilidade que trazem. O lado direito, especialmente, parece ser uma grande força no jogo corrido. Quem pode sair perdendo com isso é Donald Stephenson. Ele não fez nada nas OTAs e Minicamps para mostrar que deve ficar na equipe, e talvez seja preferível ter um jogador mais barato como oitavo OL.

O mais importante, no entanto, é que jogadores individuais da nossa OL, com destaque para Ty e Max, demonstram evolução, coisa que não demonstraram sob o comando da comissão técnica anterior, supostamente perita em linha ofensiva. O esquema de McCoy parece favorecer os jogadores, e o ataque como um todo, já que, basicamente, a OL pode fazer ou quebrar o ataque.

Bem, esse foi o resumão do ataque nas OTAs e Minicamps. Alguma surpresa para vocês? Alguém que gostariam de ter mais informações? Até semana que vem, com a defesa.

#GoBroncos!