DeMarcus Ware se aposenta

DeMarcus Ware se aposenta

Olá, amigo leitor e torcedor do Denver Broncos. Antes de mais nada, perdoem-nos pela falta de posts recentemente, isso será corrigido logo, e voltaremos ao nosso ritmo normal de 3 publicações por semana na offseason. Depois de 12 brilhantes temporadas, DeMarcus Ware decidiu que era hora de pendurar as chuteiras.

Na universidade, Ware jogou pela Troy University, e terminou a carreira universitária com 27.5 sacks (2º na história da universidade), 201 tackles, sendo 55.5 deles para perda de jardas (1º na história da universidade), 74 QB hurries 10 fumbles forçados (4 deles recuperados por ele) e 1 interceptação, números que lhe garantiram indicação ao Hall da Fama da Troy University e do Senior Bowl.

Numa disputa pelo poder em Dallas, Jerry Jones foi contra Bill Parcells, que queria Marcus Spears, e selecionou DeMarcus na 11ª posição geral no draft da temporada de 2005.

Ware jogou suas primeiras nove temporadas pelo Dallas Cowboys, e as últimas três pelo Denver Broncos. Ele somou 138.5 sacks na carreira, o que o coloca na oitava posição na história da NFL em número de sacks, tendo passado sete temporadas no top 10 da liga a posição, 4 delas no top 3. Além disso, Ware soma 9 Pro Bowls, 4 seleções para o First Team All-Pro e por 4 vezes foi o jogador defensivo da semana.

Mais importante que tudo isso, com o Denver Broncos, DeMarcus finalmente conseguiu seu tão almejado (e depois furtado de sua casa) anel de Super Bowl, ao vencer o SB 50 pela equipe.

Para se ter uma noção do tamanho de DeMarcus para o Cowboys, Jerry Jones afirmou o seguinte, referente a ele jogar o Super Bowl:

Ele [DeMarcus] sempre fez tudo do jeito certo. No campo, fora dele, ótimo com crianças, e o competidor definitivo. Acho que ele tem lugar certo no Hall da Fama, e nos sentimos muito bem por vê-lo poder jogar o Super Bowl.

Algo que não conta para as estatísticas, mas é fundamental para o Denver Broncos é o fato de que DeMarcus abraçou Von Miller e se tornou um irmão mais velho para ele. Com a liderança e amizade de Ware, Miller deixou os problemas para trás e se tornou a força dominante que é hoje. Pode-se dizer que, sem DeMarcus Ware, não teríamos Von Miller de MVP no SB 50. Ware também foi importante para ajudar no desenvolvimento dos outros pass rushers da equipe, especialmente Shane Ray, que o substituiu muito bem nas partidas que Ware perdeu pelas dores nas costas.

Sobre a importância de Ware para Miller, eis as palavras de Von:

Parabéns por sua carreira digna de Hall da Fama. Você é lendário! Você me ajudou a me tornar o jogador e pessoa que sou hoje. Deus te trouxe para minha vida quando eu mais precisava! Pude testemunhar a grandez, pude ter a oportunidade de ver o que é necessário para ser uma lenda! Obrigado por tudo, irmão!

Peyton Manning, a outra lenda que participou daquele Super Bowl, e que será companheiro de Ware um dia no Hall da Fama, também quis compartilhar seus sentimentos sobre a carreira de DeMarcus:

DeMarcus Ware não era só um jogador de Hall da Fama, mas um companheiro de time de Hall da Fama. Eu joguei contra DeMarcus e joguei com ele. Foi uma honra e um privilégio ter feito ambos.

Jogar com DeMarcus e ser um capitão do time com ele foi um grande privilégio para mim. DeMarcus amava o futebol americano. Ele amava tudo a respeito do jogo. Ele amava trabalhar, amava ajudar os jogadores mais novos e, é claro, amava jogar aos domingos. Não é surpresa que ele tenha sido um jogador tão incrível. Foi por causa de sua ética profissional e paixão verdadeira pelo jogo. Foi uma honra poder chamá-lo de companheiro de time e amigo. Sei que ele terá grande sucesso nos dias que virão.

Desejo o melhor a ele. Ele é um cara único.

DeMarcus Ware anunciou sua aposentadoria pelo Twitter, ao lado de uma foto dele jogando por cada um dos times. As palavras exatas dele foram as seguintes:

Depois de muito pensar e orar, decidi aceitar o desconhecido e me aposentar da carreira na NFL.

Oportunidades tentadoras ainda se apresentam para mim, caso eu queira continuar jogando, e me sinto melhor do que em anos. Entretanto, saúde no longo prazo e qualidade de vida superam a paixão de jogar que eu tive um dia.

Dito isto, eu gostaria de aproveitar esta oportunidade para agradecer a todas as pessoas na minha vida que tiveram alguma participação em me tornar o grande jogador e homem temente a Deus que sou hoje. Agradeço ao Dallas Cowboys e ao Denver Broncos pelas oportunidades de viver o que é a grandeza.

Sentirei falta dos meus colegas de time, técnicos e torcedores que me apoiaram por todos esses anos. Estou pendurando minhas chuteiras e começando a jornada rumo ao meu próximo destino.

“Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé. (Timóteo 2, 4:7)

Ware não é elegível para o Anel da Fama do Denver Broncos, por ter jogado apenas três anos, mas pode ser que uma exceção seja aberta para ele. Entretanto, ele com certeza entrará para o Hall da Fama no primeiro ano em que for elegível.

Obrigado por tudo, DeMarcus. Sua influência em Denver será sentida por todos os anos em que Von Miller e Shane Ray jogarem em grande nível. Fico feiz demais de termos podido chegar juntos àquele anel de Super Bowl. E guarde o reserva num cofre, por favor.

#GoBroncos!