Pick-six

Pick-six

Olá, leitor e torcedor de sangue azul e laranja, com a chegada da offseason, há a necessidade de um conteúdo diferente no site, pois na temporada regular temos a correria dos posts diários, onde procuramos postar a avalanche de informações disponíveis e repassá-las a vocês, agora nesse período de marasmo podemos dar um pouco mais de atenção a Broncos Country. A coluna Pick-six nasce para elucidar suas dúvidas. Aqui vocês “lançarão” as perguntas e nós “retornaremos” as respostas, daí saiu a ideia do nome Pick-six. As dúvidas poderão ser colocadas no formulário que estará no fim do post e será respondido na semana seguinte. Lembrando que as respostas são pessoais e não são verdades absolutas, vocês podem discutir nos comentários. Divirtam-se.

Nesse primeiro post, as perguntas foram feitas pelos apoiadores no nosso grupo do whats app, afinal aqui o apoiador tem a preferência..rs.

Mas a partir do segundo post, as perguntas serão feitas através do formulário. Então vamos as questions.

 

Paulo Viotto pergunta

Vocês estão mesmo entusiasmados com a nova comissão técnica? Ou como torcedores temos que aceitar a decisão de John Elway, na minha opinião a comissão técnica com Kubiak e Wade Phillips me deixava mais tranquilo, faltando apenas a adição de um coordenador ofensivo.

 

Resposta do editor

Denver Broncos coaches pick-six

Da esquerda para a direita, o coordenador defensivo Joe Woods, coordenador ofensivo Mike McCoy, head coach Vance Joseph e o coordenador do special team  Brock Olivo depois da coletiva de imprensa em Dove Valley. Foto de John Leyba, The Denver Post

Pra quem estava no extinto planeta Plutão ou apenas contando estrelas de dia, a esquerda está a foto da nossa nova comissão técnica, esses homens serão responsáveis pelas nossas alegrias nessa próxima temporada.

Bom Paulo, como Kubiak decidiu se aposentar por motivos de saúde, não tínhamos muita escolha em relação a isso, acredito que ele tenha tomado a atitude correta, afinal aquela linha ofensiva deve ter feito ele passar muito nervoso mesmo.

Já Wade Phillips foi uma grande perda, o mundo viu o que esse senhor fez com nossa defesa, no entanto Joe Woods é pupilo de Wade e foi o cara responsável pela No Fly Zone, por mais que o “véinho” não esteja fisicamente conosco, boa parte de seus conceitos ficarão. E por mais que para coaches não tenha salary cap, Elway decidiu não gastar a grana do Mr. Bowlen com ele.

A escolha de Vance Joseph, parece que foi acertada após o término da temporada, pois se visse meu futuro head coach deixando uma diferença de 25 pontos esvair entre os dedos em pleno Super Bowl, precisando apenas gastar relógio, eu ficaria com uma pulga atrás da orelha, boa sorte 49ers.

Claro que Joseph ainda não nos provou nada, mas com o auxílio de McCoy, Woods e Olivo, podemos esperar pelo menos mais uma temporada vitoriosa em 2017.

 

Lilian Silva pergunta

Com a mudança da comissão técnica, o estilo de jogo da equipe será diferente?

 

Resposta do editor

Mike McCoy disse que o esquema se adequará aos jogadores, e não os jogadores ao esquema. Ele quer aproveitar ao máximo o que cada um sabe fazer de melhor, seja no Zone blocking, no Power play no Inside zone ou Outside zone. Tudo dependerá do adversário, do estilo de defesa imposta na semana. O assistente técnico John Benton é especialista em Zone blocking, já o novo treinador de linha ofensiva Jeff Davidson é adepto ao Power scheme. As cartas estão na mesa agora é vermos o que Joseph e McCoy vão fazer com elas.

 

Luiz Henrique pergunta

Devemos dar um voto de confiança a Trevor Siemian ou apostamos no agora segundanista Paxton Lynch?

 

Resposta do editor

Siemian e Lynch pick-six

A frente Trevor Siemian, ao fundo Paxton Lynch. Foto da Foxnews.com

Nosso Coordenador ofensivo disse que gostou do trabalho no pocket de Siemian e do atleticismo de Lynch, provavelmente não virá nenhum “medalhão” na posição esse ano, talvez uma escolha no draft nos rounds finais ou até um undrafted free agent. Mas agora não tem essa de segundo ou terceiranista, temos dois jovens jogadores que terão um novo playbook a desbravar, como Siemian tem mais experiência em campo talvez saia na frente, no entanto tudo dependerá de como assimilarão e botarão em prática o playbook nos camps, se eu fosse um deles estaria com o livro de jogadas 24 horas por dia, 7 dias na semana.

 

Tiago Sarmento pergunta

Ainda vale a pena manter DeMarcus Ware e TJ Ward no roster?

 

Resposta do editor

DeMarcus Ware e TJ Ward pick-six

A esquerda de costas TJ Ward a direita DeMarcus Ware, comemorando no quarto período do Super Bowl 50. Foto de Maddie Meyer

Se reestruturassem bem, mas bem restruturado, aquele contrato de pai pra filho talvez ainda valessem a pena. Os dois já estão com idades avançadas, Ware passou por mais uma cirurgia ano passado e praticamente é um especialista em terceiras descidas, e Outside linebackers ainda temos de sobra no elenco, que tem como os principais nomes Von Miller, Shane Ray e Shaquil Barrett (esse pode sair). Já no caso de TJ Ward temos os dois calouros em ascensão Will Parks e Justin Simmons, Ward ainda está jogando em alto nível mas já percebemos ano passado que ele perdeu alguns tackles que não perderia em outras ocasiões, isso demonstra que ele está entrando num declínio. Então, se ambos não aceitarem um valor bem baixo de contrato é hora de agradecer eternamente os serviços prestados e dar um tchau a esses excelentes jogadores.

 

Jefferson Duarte pergunta

Champ Bailey teria espaço na No Fly Zone? Se sim no lugar de quem?

 

Resposta do editor

Enquanto estava no seu auge (o que durou um bom tempo) com certeza, Bailey é indiscutivelmente Top 5 de todos os tempos. Ele seria o destaque da unidade, tomaria o lugar de Bradley Roby com facilidade na nossa formação principal (Nickel). Champ Bailey é 1st Ballot Hall of Famer (Estará em Canton no primeiro ano de elegibilidade).

 

Professor AFM pergunta

O que motivou a mudança do logo no formato do D para o Cavalo de crina laranja?

 

Resposta do editor

Logo Denver Broncos 1970 pick-six

Logomarca do Denver Broncos criada em 1970 por Edwin G Taylor

A história interessante dessa pergunta inicia na criação do logo com o D e o Bronco bucking dentro, de 1970 a 1997 esse logotipo foi a marca do time e a cara de Denver. O desenho foi uma criação do fã e artista Edwin Taylor. Taylor apenas enviou o desenho a Pat Bowlen em 1968 que gostou e decidiu utilizá-lo como a marca do seu time. Em forma de agradecimento Mr. Bowlen enviou a Taylor uma carta de agradecimento da equipe, uma camisa, um chapéu e dois ingressos para assistir um jogo contra o Kansas City Chiefs. Bilhetes que Taylor nunca usou. O D ainda sofreu uma pequena alteração de contornos em 1993. Agora o real motivo da mudança para o Cavalo de crina laranja, foi apenas por modernidade, o D estava com um design obsoleto aos olhos de Bowlen, que chegou a Nike e pediu que fizesse um novo desenho para sua franquia que fosse simples e feroz, e foi assim que em 1997 nasceu nossa logomarca atual.

 

Agradeço a todos os apoiadores que enviaram as perguntas, a partir do segundo post, todos vocês (não só apoiadores) poderão enviar a pergunta através desse formulário.

Houveram várias pessoas que enviaram mais de uma pergunta, elas serão respondidas no decorrer dos posts, não fiquem chateados.

Mais uma vez salientando que essas respostas não são verdades absolutas e sim apenas opiniões pessoais, não só minhas mas da equipe MHBr que me ajudou em algumas questões.

Lembrando que se você ainda não é um apoiador, e gostaria de ajudar nosso site, entre em apoia.se/milehighbrasil e se torne um apoidador.

*Gostaria de fazer um agradecimento especial ao meu irmão Logan, que participa indiretamente do MHBr, desde quando eu entrei para a equipe ele faz as artes de alguns posts como o Rapidinhas, Em Foco, Injury Report, O Melhor Broncos de Todos os Tempos e agora o Pick-six. Valeu Logan, te amo demais e desculpa a amolação.

#GoBroncos!