O custo de substituição de um free agent

Já conversamos bastante sobre salários, qual jogador vai ser free agent no Denver Broncos ou não, salary cap, draft, combine e muitos outros assuntos inerentes à uma offseason. No entanto, o quanto realmente vale um free agent? Qual o custo de substituição deles e o quanto isso influencia uma franquia da NFL? Agradeço ao amigo Topher, do MHR, pela ajuda com este artigo que contribui com os nossos assuntos recentes do site.


Ultimamente, as notícias da NFL tem se referido bastante ao status do contrato do quarterback Joe Flacco, que foi o vencedor do Super Bowl. Elas perguntam se ele realmente vale o dinheiro que especulam; e se ele deveria ser pago como outros nomes top (Drew Brees, Tom Brady, Peyton Manning).

aaa

O quarterback Joe Flacco vai ser um free agent na offseason de 2013.

Muitas respostas seriam baseadas em pura análise de números para se definir qual o valor do jogador em comparação com outros da mesma posição. Isso não é errado, mas entendo que existem mais coisas, nesses casos, que puramente as estatísticas para se chegar a alguma conclusão.

Se continuarmos com o exemplo do free agent Joe Flacco e olharmos os números dele, ele definitivamente não se compara aos outros top quarterbacks da liga. A diferença entre eles é brutal. Algumas pessoas podem argumentar que ele é o atual campeão do Super Bowl e, sem dúvidas, isso pesa. Mas, novamente, esta é somente uma parte da história que envolve um free agent.

Eu não sou um grande fã do jogo deste quarterback em particular, mas ainda assim ele merece ser pago como um dos tops na posição por causa da natureza de um dos valores que ele tem: o custo de substituição. Além deste fator, existem outros que fazem um free agent ser analisado não somente de acordo com seus números. São eles:

1. O merecimento: quando um jogador é, obviamente, um dos melhores em sua posição;

2. Identificação: fator subjetivo mas muito importante. Quando um jogador tem alguma conexão com o time, especialmente emocional. Isso se aplica basicamente a jogadores que passaram quase sua carreira inteira na mesma franquia. Eles são importantes para um time e sua torcida, embora o time geralmente gaste uma grande quantidade de dinheiro parar mantê-lo.

3. O custo de substitução: chegamos no ponto chave deste artigo. Ele é o mais complexo de se colocar em uma equação de valores, então vamos tentar entender melhor o que isso quer dizer.

 

Custo de Substituição de um free agent

O custo de substituição nada mais é do que uma combinação de momento, picks de draft e dinheiro necessário para se substituir um jogador. Vamos deixar um pouco de lado o exemplo do Joe Flacco e focar num jogador do nosso roster que está numa situação semelhante: o free agent Ryan Clady.

aaa

Joe Thomas é o left tackle mais bem pago da NFL com um salário em torno de $13M.

Certamente o Clady vai esperar ser pago como um top-3 left tackle da NFL, se não o mais caro LT na história da liga. Sei que somos todos fãs dele por aqui, mas sabemos que ele não é o melhor LT do jogo. Muitos podem até não considerar ele top-3, mas todos concordamos que ele é um excelente jogador.

Como ele não é o top-LT na NFL isso elimina o item 1 da nossa nova lista, quando pensamos se ele merece o dinheiro como melhor jogador na posição. O Ryan Clady é muito querido em Denver, mas também não é uma lenda ou líder emocional do time. Isso elimina o item 2 da nossa lista. Contudo o item 3 nos diz que ele sim merece um salário de jogador top como left tackle, devido ao seu custo de substituição.

Voltamos então a olhar para essa situação. Ele vai querer o maior contrato da NFL para um left tackle e provavelmente vai conseguir assiná-lo por esse motivo. O Denver Broncos está em uma decisão difícil neste caso porque se deixá-lo ir como free agent, algumas coisas devem acontecer como consequência:

– O nosso front office teria que imediatamente procurar uma substituição no mercado de free agency, o que levaria ao mesmo problema anterior já que outros jogadores com nível de Pro Bowl também iriam querer contratos de left tackle mais bem pago da liga;

– O time teria que olhar para a posição também no draft, já que o time não tem outro left tackle no roster, e isso iria requerer um pick alto, de 1st ou 2nd round;

– O novo left tackle draftado iria precisar de alguns anos para se ajustar ao nível da NFL e ter um nível parecido do Clady, se é que ele um dia viria a alcançar este patamar. E ainda uma vez que o seu contrato de rookie expirasse, este jogador também iria querer um contrato grande.

Com toda essa linha de raciocínio, deixar o Ryan Clady virar free agent custaria ao Broncos muito mais do que apenas dinheiro. Custaria um pick alto no draft; 2 a 3 anos de desenvolvimento de um jogador novo; e em 3 a 5 anos a franquia teria o mesmo problema diante de outro jogador.

Este é o real valor de um jogador que vira free agent em seu time. O valor de importância e de números para uma extensão vão muito além da simples performance daquele jogador em campo. Pelo contrário, isso afeta o time inteiro. Deixar ir embora um jogador de grande valor prejudica bastante o time porque aquela posição se torna imediatamente fraca e custa picks de draft. E isso também significa que aquele determinado pick do draft não pode mais ser usado para melhorar outra posição. É uma reação em cadeia.

 

 

sss

Geno Smith, apontado como o melhor QB do draft 2013, não parece pronto para a NFL.

Outros fatores

Há ainda outros pontos que interferem no custo de substituição de um free agent. Vamos voltar ao exemplo do Joe Flacco e o Baltimore Ravens. Se eles não puderem reassinar com o jogador e ele virar um free agent, a franquia vai ter sérios problemas para lidar.

O maior deles é que não há nenhum quarterback no draft com o potencial do Flacco que justificasse usar um pick de 1st ou 2nd round. Seria uma péssima decisão tentar draftar algum QB este ano, então eles teriam que esperar mais 1 ano para poder fazer a substituição.

No mercado de free agency a situação é semelhante. Os melhores QBs no mercado serão Matt Moore, Jason Campbell e Rex Grossman. Nenhum nome muito inspirador. Este é o custo de perder um jogador no momento errado. Depender da classe de draft, ou de algum free agent, pode não significar necessariamente uma reposição adequada para o jogador que se vai.

Outro ponto a ser considerado é o óbvio problema de salary cap quando se paga a mais qualquer jogador. Se o Broncos fizer do Clady o left tackle mais bem pago da NFL, isso vai ter um impacto gigante na offseason de 2014, quando teremos que lidar com JD Walton, Zane Beadles, Eric Decker, Wesley Woodyard e Chris Harris.

 

Tudo é questão de um jogo de equilíbrio. Enquanto perder o Ryan Clady traria ondas gigantes de pontos fraco sobre o time, pagar a mais para ele significaria que outros jogadores chave poderiam não retornar num futuro próximo. Essa é a dança mortal que os técnicos e general managers precisam lidar ano após ano durante cada offseason.

Portanto, quando você estiver discutindo qual jogador é valioso para um time manter ou reassinar, tenha em mente o verdadeiro custo de substituição daquele free agent. Lembre-se que não se trata puramente de contrato, produção em campo e números. A negociação vai muito além disso.

GO BRONCOS!

Gostou do post? Clique em Like e Comente ;)