Fantasy football: draftar um WR do Broncos ou não draftar?

Essa é a época do ano em que todo fã de NFL recebe convites para participar de um torneio de fantasy football e que todo website sobre NFL procura criar a sua liga de fantasy football (como nós, aliás). E como o draft dessas ligas estão chegando, uma ajuda sempre vem a calhar, principalmente quando se fala em wide receivers. Então conversaremos aqui um pouco sobre o valor dos WR do Broncos no fantasy football.

Se existe qualquer coisa de muito curioso para o fantasy football (na verdade para a liga como um todo), é o ataque do Denver Broncos dessa temporada. A simples mudança de Tim Tebow para Peyton Manning transforme esse em um ataque completamente diferente (e eficiente).  com isso, surge essa pergunta, Demaryius Thomas e Eric Decker tornaram-se peças atrativas para meu time de fantasy? A resposta é sim, mas cuidado.

Para se ponderar a respeito disso, vamos considerar alguns pontos: o fantasy football é um jogo que basicamente pontua o jogador por participações em jogadas no correr de um jogo, com uma pontuação especial para jogadas que conferem pontuação ao time (O touchdown). E, independente dos elementos que consistem e conferem complexidade ao jogo, o objetivo é sempre o mesmo: possuir o maior número de pontos possível. Logo, na hora de se escolher os wide receivers de seu time, alguns dos aspectos que devem ser considerados:

-A qualidade de seu WR: não há o que comentar, um Larry Fitzgerald tende a conseguir bons números mesmo quando recebendo passes de um quarterback ineficiente, pela qualidade que possui. No entanto, por si só o talento não faz dele uma escolha óbvia.

-A qualidade do QB: Ora, e daí que seu WR não é cadeira cativa no Pro Bowl  se o QB é um Peyton Manning, um Tom Brady ou um Drew Brees? Quarterbacks especiais tornam ataque especiais, muitas vezes basta estarna hora certa no lugar certo ( “Ops, como a bola veio parar na minha mão?”)

-O ataque do time como um todo: O Jacksonville Jaguars temo Maurice Jones-Drew, o New England Patriots tem o Gronkowski e o Hernandez, essas são duas situações em que o ataque ou se torna unilateral (O Jaguars não tem um ataque, ou mesmo time) ou oferece múltiplas opções (Wes Welker pontuou bem o fantasy na temporada passada, mas teve de dividir TDs com os TEs).

Dessa forma, um WR ideal para o fantasy preferencialmente possui um bom QB passando para ele, é dotado de talento para efetuar o catch mesmo em situações adversas, é uma das únicas peças efetivas do ataque do time e, claro, é um jogador saudável. Essa seria a musa dos olhos de qualquer jogador de fantasy football. Mas voltemos a realidade.

Esse quadro faz com que o Denver Broncos seja enxergado com muito mais carinho pelos jogadores de fantasy essa temporada do que na anterior. Não apenas pela mudança de QBs, mas pelo fato de que, justamente na temporada passada, os dois jovens receptores do time, Eric Decker e Demaryius Thomas, mostraram que podem se consolidar como jogadores de talento na liga. E aí temos a primeira pergunta: Decker ou Thomas?

Ambos são jogadores muito diferentes, há de se observar. Eric Decker possui o perfil mais tradicional do jogador de sua posição, corre muito bem as rotas estabelecidas, se posiciona muito bem na endzone e foi uma peça importante do Denver Broncos no início da temporada passada, quando Kyle Orton passava para ele.

Já Thomas teve seu momento de destaque quando Tim Tebow recebia o snap. Todos sabemos que Tebow é um jogador de estilo irregular, geralmente estendendo suas jogadas, e Thomas, apesar de ainda ter de melhorar suas rotas, possui boa velocidade e improvisava muito bem na hora de estender suas rotas. Entre suas virtudes também estão a capacidade de proteger e evitar bem o tackle adversário enquanto carrega a bola, fazendo dele uma das armas do time durante a Tebowmania.

E temos Peyton Manning, que é um dos quaterbacks dos sonhos dos WR. No entanto, Manning é um QB pragmático, menos de jogadas grandiosas e mais de eficiencia. E essa eficiencia exige um WR tradicional, de rotas precisas. Precisas como as de Eric Decker, que muito provavelmente será o alvo preferido do quarterback dentro dessa posição.

A soma de todos esses elementos fecharia uma conclusão perfeita: Decker é o WR ideal para Peyton Manning, abracem o Decker e deixem o Thomas como um sleeper. Mas eu acredito que Peyton Manning acionará muito o running game e os Tight End do time, fazendo com que em muitas oportunidades Decker ou Thomas deixem de pontuar. Logo, o meu conselho é: Manning/Decker será uma boa dupla para o fantasy, mas não a melhor. Se houver opção, Stafford/Megatron e Rodgers/Nelson/Jennings por exemplo, devem ser alternativa.

O melhor cenário em que qualquer um dos dois pode ser draftado para o fantasy football é aquele em que se conseguiu uma dupla QB/WR de elite, ou ao menos bastante consistente e em que eles se tornem o WR número 2, principalmente Eric Decker. Dessa forma, na minha opinião, Eric Decker pode seguramente ser escolhido a partir do round 4 e o Thomas a partir do round 7.

Fantasy football é uma bela experiência de sociabilização e entretenimento. A quem se interessar, estamos montando a própria liga aqui no Broncos Brasil. Para mais detalhes e a pré inscrição, visitem: http://www.milehighbrasil.com/2012/06/fantasy-football-vamos-jogar/ 

(Bruno Pitteri não é um guru em fantasy football e nem um vencedor. Este é o artigo de um jogador medíocre, mas que já viu alguma coisa dentro do jogo. Caso discordem, comentem abaixo! Caso tenham gostado também comentem, oras!)