Brandon Stokley mostra que ainda tem muito a contribuir

Dizem por aí que o Stokley merece algum crédito por ajudar os Broncos a contratar o quarterback Peyton Manning e, neste caso, a recíproca é verdadeira. Ele disse à Lindsay, do Denver Post, que estava 95% aposentado quando aceitou um convite do Manning para um workout em Duke, no fim de fevereiro. Foi um jogo de basquete que convenceu o Stokley a fazer essa viagem para North Carolina, quando ele percebeu que ainda podia jogar futebol americano.

“[Peyton Manning disse:] A gente devia ir pro jogo Duke-Carolina, e eu disse ‘To dentro'”, comentou rindo.


Brandon Stokley chegou em Durham incerto de como ele iria se sentir quando treinasse sua primeira rota de passe. Ele não corria desde o natal, quando terminou de se recuperar do quadríceps lesionado enquanto jogava suas duas últimas partidas pelo New York Giants.

Para sua alegria, e eventualmente alegria dos Broncos também, ele conseguiu correr livre de dor. Ele ainda era capaz de fazer seus cortes e não havia perdido velocidade. Quando o Manning escolheu o Broncos no meio de março – depois de se hospedar em Castle Pines, na casa do Stokley, e brincar de passes num parque próximo durante sua visita ao Colorado -, o Stokley teve certeza sobre o seu próprio retorno à NFL.

“Eu me sinto competindo por um trabalho todos os dias. Então eu apenas vou lá e tento provar a mim mesmo que eu ainda posso fazer jogadas, todos os dias. Esta é a minha mentalidade desde que eu era um rookie”, disse ele. “Eu estou aproveitando isso, me divertindo. Eu sei que eu não tenho mais 5 anos, 10 anos de tempo pra mim, então estou aproveitando esta experiência e esta oportunidade que estou tendo”.

O Stokley, que completa 36 anos este mês, disse que o Broncos foi o único time que ele considerou para se juntar em 2012 para tentar jogar sua 14ª temporada na NFL. Ele passou muito dos últimos tempos longe de sua esposa e dois filhos e não queria fazer isso de novo. Os Broncos contrataram ele para o roster de 90 jogadores da offseason (inter temporada) em Abril, e depende dele conseguir uma vaga no final roster de 53 jogadores em Setembro.

“Eu sei que ele quer jogar de novo e ficar aqui porque é onde sua família fez seu lar, então ver ele tendo uma nova oportunidade e ver ele no campo é inacreditável”, disse o wide receiver Eric Decker. “O cara parece ter voltado ao seu auge. Correndo grandes rotas, está saudável, e tem a liderança de um recebedor veterano para ajudar um grupo jovem”.

O Stokley disse que não tinha sentimentos negativos remanscentes do final da sua primeira jornada com os Broncos em 2010. Ele jogou 3 temporadas bem produtivas em Denver – 2008, 2009 e 2010 – e fez um dos maiores touchdowns para a vitória da história contra o Bengals em 2009, mas ele machucou sua virilha no training camp de 2010. A lesão, combinada com um grupo inchado de recebedores que incluía Demaryius Thomas e Eric Decker como rookies, além dos veteranos Jabar Gaffney, Eddie Royal e Brandon Lloyd, deixaram o Stokley sem emprego. Depois de se recuperar, ele assinou com o Seahawks, onde jogou em 11 jogos de temporada regular e 2 jogos de playoff.

Ele olha ao seu redor atualmente no vestiário dos Broncos e ainda vê rostos familiares como o Decker e o Thomas, ambos indo para seu terceiro ano à beira do estrelato, além dos companheiros da defesa como Champ Bailey e Elvis Dumervil. E, é claro, também o Peyton Manning, ex-companheiro dele de time de 2003 a 2006 em Indianápolis.

Até agora, o Brandon Stokley está se mostrando bom o suficiente. Ele tem trabalhado com os melhores recebedores do time – na sua familiar posição de slot – nas OTAs, e ele fez uma das melhores jogadas nas sessões de treinamento abertas para a imprensa quando ele mergulhou para pegar um passe longo do Manning contra cobertura tripla, num two-minute-drill.

“É o Brandon Stokley que eu vi nas filmagens. Ele está saudável, e ele tem todas as ferramentas para jogar na liga, e já se provou em muitos lugares diferentes”, disse o head coach John Fox.

Nada mal para alguém que se considerava 95% aposentado. Esperamos que ele faça o melhor trabalho possível e que sua química com o nosso quarterback consiga reviver os grandes dias.

GO BRONCOS!

Gostou do post? Clique em Like e Comente ;)