Briga por posições em Denver

Texto de: Bruno Juliatti

Embarcando na era Peyton Manning, o Denver Broncos já esboça estar completo para o começo de seu training camp, com alguns jogadores já firmados como titulares em suas posições. Porém, isso não significa que não haja uma disputa pela vaga de titular na equipe. Abaixo, veremos o panorama dessa competição para começar jogando ou até mesmo para providenciar jogadores chaves em determinadas situações, constituindo o positional depth. Um bom training camp combinado com uma batalha sadia,entre os jogadores pela vaga de titular costuma resultar em uma equipe consolidada e também em uma temporada de sucesso. Abaixo, segue as 10 melhores disputas por posição no Broncos.

Center: J.D. Walton ou Philip Blake?

Walton foi inconsistente nas duas temporadas anteriores quando tentava chamar os sinais da linha ofensiva, além de não executar uma boa proteção para jogadas aéreas ou abrir espaço para a execução de jogadas terrestres. Ainda mais com Peyton Manning lançando, é essencial que Walton consiga se manter firme no chão ao bloquear, algo que é exigido contra ele várias vezes, não demonstrando bons resultados.

Assim, Blake terá grandes chances de se juntar ao time principal mesmo sendo novato. O center que veio de Baylor demonstrou possuir pés ágeis, além de muita força e mãos firmes para se manter preso ao solo quando realiza bloqueios. Pode se tornar uma peça essencial para proteção ao passe e também em abrir espaços para o jogo de corridas.

 

 

Running back para 3º Down: Moreno ou Hillman?

Tá certo que os Broncos gastaram uma pick alta para obter Moreno no draft de 2009. Mas o sujeito não está agradando muito e corre o risco de se tornar um bust. A 12ª escolha no geral de 2009 custa se manter jogando e quando está no campo, não rende o bastante. Perdeu o posto de running back principal do time para Willis McGahee na última temporada e um problema no joelho, na 10ª rodada, o fez ficar afastado do resto da temporada.

Ronnie Hillman já é bastante comparado com Darren Sproles (New Orleans Saints) por sua explosão e dinamicidade, sendo também uma opção de passe no jogo aéreo,  já que possui mãos estáveis para a recepção de passes. Ou seja, se Moreno não ficar esperto, o Broncos não terá mais motivos para mantê-lo na equipe.

 

O 3º Cornerback: Drayton Florence ou Chris Harris?

Na última temporada, Harris entrou em campo conforme a secundária sofria perdas. E assim o fez, muito bem. O jovem totalizou 71 tackles e uma interceptação contra o Oakland Raiders, de Carson Palmer. Chris Harris vem ganhando a confiança dos treinadores e espera-se dele uma temporada melhor esse ano do que na passada.

Drayton Florence acabou de assinar com o time de Denver e já possui bastante bagagem como jogador. Possui bom faro para interceptar e uma certa intimidade com Jack del Rio, já que trabalhou com ele em Jacksonville.

 

DT titular: Ty Warren ou Justin Bannan?

Os Broncos assinaram com Warren em agosto de 2011, porém ele acabou perdendo a temporada devido a uma lesão no tríceps. Contudo, ainda se espera dele a grande capacidade de chegar ao quarterback (20.5 sacks na carreira)  e seus atributos físicos impressionam.

Bannan jogou pelos Rams na última temporada, totalizando 32 tackles. É um jogador bastante experiente, bom contra o ataque terrestre, mas não tão eficaz no pass rush.

Um dos dois começará jogando, formando a linha junto com Derek Wolfe.

 

Strong Safety titular: Quinton Carter ou Rahim Moore?

Carter apresentou uma temporada impressionante como novato. Totalizou 56 tackles, 1 sack além de 2 interceptações cruciais nos Playoffs.

Já Moore, caiu em descrédito com os treinadores e teve seu tempo de jogo reduzido devido aos poucos tackles que realizou, além de algumas lesões.

Com Mike Adams como free safety, a disputa promete ser intensa nos trainings camp.

 

4º Wide Receiver: Matt Willis, Brandon Stokley ou Eric Page?

Com Demaryius Thomas e Eric Decker como os tops WRs, além da adição de Andre Caldwell, a 4º vaga será disputada pelos três mencionados acima.

Willis foi essencial como retornador na última temporada, somou 18 recepções e 1 touchdown.

Stokley é experiente, já jogou ao lado de Peyton Manning nos Colts e caso lide bem nos treinos sem se lesionar, eis aí o nome mais forte para conquistar a vaga.

O novato Page demonstrou ser ótimo em recepções e é o all-time leading receiver de Toledo.

 

 

Backup quarterback: Caleb Hanie ou Brock Osweiler?

Apesar de ser um desastre para os planos do Broncos o fato de Manning se lesionar, é melhor já ter algo em mente caso isso ocorra.

Hanie já disputou 11 jogos na sua carreira profissional marcando 3 touchdowns e sendo interceptado 10 vezes.  Apesar de apresentar números frustrantes, deve-se levar em conta que o rapaz ainda possui pouca experiência.

Osweiler é o novato vindo de uma escolha no 2º round. Na última temporada pela Arizona State University, lançou para 24 touchdowns, 3641 jardas e apenas 12 interceptações. Trata-se de um jogador bem alto, com um braço bastante comprido, tornando-o capaz de fazer os passes mais exigentes. É muito jovem e inexperiente, mas bem treinado pode assegurar a vaga de QB número 2.

 

 

2º Running Back: Lance Ball, Mario Fannin ou Jeremiah Johnson?

Acredita-se que um dos três só entrará em campo caso algo de muito errado aconteça com McGahee.

Ball é mais experiente, demonstra aguentar bem os tackles que recebe, porém costuma ceder turn overs. Na última temporada carregou a bola 96 vezes, correndo para 402 jardas e 1 touchdown. Costuma bloquear bem, não é dos mais rápidos, mas é confiável.

Johnson já mostrou lampejos de boas jogadas, porém é cortado e integrado de volta ao time diversas vezes. Possui certa agilidade, aceleração, força, mas não é bom contra tackles ou para evitar os defensores.

Fannin já chama certa atenção dentre os free agents não draftados. Combina força, velocidade, ótimas mãos, além de uma visão de campo priviliegiada. Também pode ser um desafiante como especialista para situações de 3º down.

Essa briga promete bastante nos treinamentos.

 

3º Tight End: Julius Thomas ou Cornelius Ingram?

Thomas apareceu em 5 jogos na última temporada com apenas 1 recepção para 5 jardas. Com 1,96 m de altura e 112 quilos, o jovem é uma interessante opção, caso não se machuque nos treinos.

Ingram nunca teve a oportunidade de jogar. Apenas fez parte dos practices squads de Philadelphia Eagles e Detroit Lions, antes de assinar com os Broncos. Possui impressionantes mãos e caso apareça a chance para ele, demonstrará sua vontade de jogar e assegurar a vaga.

Ainda mais com Virgil Green suspenso, outra disputa que promete muito.

 

 

3º Defensive End: Jason Hunter ou Jamie Blatnick?

Blatnick não foi draftado, totalizou 50 tackles e 8 sacks na sua última temporada universitária. Oferece bastante trabalho contra jogadores da linha ofensiva e se mostra um jogador bastante ético.

Hunter substituiu bem Elvis Dumervil em sua lesão na última temporada. É bom como pass-rusher fora do miolo da linha defensiva, totalizando 5 sacks quando ainda jogava nos Lions.

Essa disputa entre um calouro contra um veterano também promete ser boa nos camps.

 

Agora resta aos leitores do site arriscarem seus palpites. Quais serão os mais bem sucedidos nessa batalha por posições? Acreditam em algum atual titular cedendo a posição para outro jogador durante os treinamentos? E quanto a temporada regular, alguém pode surpreender? Qualquer comentário é bem vindo.